terça-feira, 9 de abril de 2019

CHUVAS = Rio de Janeiro segue em estágio de crise e com vias fechadas

Foto: Twitter/Central de Operações Rio

O Centro de Operações da prefeitura do Rio de Janeiro informa que a cidade permanece em estágio de crise, o terceiro em uma escala de três, que indica a ocorrência de chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos.

A mobilidade na cidade do Rio de Janeiro está muito prejudicada hoje (9), devido às fortes chuvas que atingem a cidades desde ontem.

De acordo com a última atualização do Centro de Operações, às 6h40, a cidade estava com nove ocorrências de vias fechadas parcial ou totalmente: Av. Niemeyer, em ambos os sentidos; Alto da Boa Vista, em ambos os sentidos; Grajaú-Jacarepaguá, ambos os sentidos; Av. Embaixador Abelardo Bueno, altura da Av. Ayrton Senna; Mergulhão Billy Blanco (galeria Y); Av. Borges de Medeiros, altura da R. Lineu de Paula Machado e da R. Mário Ribeiro; Av. Epitácio Pessoa, altura do Corte do Cantagalo; Rua Jardim Botânico, altura da Rua Pacheco Leão; Av. Armando Lombardi, altura do Barra Point e do Mergulhinho.

Pelo Twitter, o órgão informa que interditou por volta das 9h40 duas faixas da primeira galeria do Túnel Rebouças, no sentido centro. A abertura da Grajaú-Jacarepaguá começou a ser feita às 9h45, porém foi interrompida devido à queda de uma árvore na altura do Hospital Cardoso Fontes. Na Epitácio Pessoa, foi implantada uma pista reversível no sentido Leblon. Por volta das 10h, um acidente interditou parcialmente a saída da Linha Amarela para a Avenida Brasil, em Bonsucesso, com reflexos na via expressa.

Foram registradas quedas de árvores na Rua Bolívar, altura da Rua Barata Ribeiro, em Copacabana; Avenida Visconde de Albuquerque, altura do número 1.366 e do número 492, no Leblon; Rua Pedro Américo, altura do número 135, no Catete; Curva Chico Anysio, em Jacarepaguá; Avenida Niemeyer, em São Conrado; Estrada das Furnas, altura do número 3001, no Itanhangá; Rua 1º de Março, altura da Rua Visconde de Inhauma, Centro; e na Estrada da Canoa, 1446, em São Conrado.

Ressaca

O Centro de Operações alerta também para o aviso de ressaca no mar, feito pela Marinha, com a possibilidade de ondas de 2,5 metros atingirem a orla do Rio até a manhã de quinta-feira (11).

Só na manhã de hoje, a Defesa Civil acionou 45 sirenes, em 26 comunidades.



Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shareaholic