quinta-feira, 19 de março de 2020

EX-PRESIDIÁRIO FOI EXECUTADO EM PALMARES - PE

Na noite desta quinta-feira (19), foi assassinado no Bairro Santa Luzia, no município de Palmares na Mata Sul de PE, o jovem, Eduardo da Silva Costa, de 18 anos. Apurou-se que ele estava em casa, nisso, dois homens invadiram o imóvel e mataram a vítima efetuando vários tiros.

Eduardo, deixou o sistema prisional há apenas dois dias e cumpriu pena por tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo. A companheira da vítima disse que não viu os algozes devido estar de cabeça baixa o tempo todo.

O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Caruaru.

Após mais um dia de chuvas, cheias nos rios Taperoá e Paraíba aumenta expectativa de mais água em Boqueirão


Diz a crença popular relatada por agricultores, que quando chove na véspera do dia de São José, o ano será de um inverno vindouro e de muitas chuvas. Fato que acabou acontecendo e nesta última quarta-feira(18), várias cidades do Cariri paraibano registraram intensas chuvas, ocasionando cheias nos Rios Taperoá e Paraíba.

Além dos rios, algumas barragens e açudes da região do Cariri e Sertão paraibano registraram cheias e atingiram o nível máximo dos reservatórios. Como foi o caso da conhecida barragem da Farinha, na cidade de Patos.

Fortes chuvas com ventos e relâmpagos foram registradas em várias cidades do Cariri paraibano. Na comunidade rural do Campo do Velho em Coxixola, foi registrada uma chuva de 175 mm. Na manhã desta quinta-feira(19) o açude do Campo do Velho começou a sangrar após 9 anos.

Na manhã desta quinta(19) em São João do Cariri, populares já registraram através de videos, mais uma grande cheia no Rio Taperoá, fruto das chuvas caídas da região do cariri.

A previsão segundo a Aesa, é de mais chuvas no cariri paraibano nos próximos dias.


Confira os índices:

Eleições podem ser adiadas em todo país para 2022 por conta do coronavírus

O coronavírus está afetando todos os setores, mudando hábitos e alterando calendários. O agravamento da crise esta semana levou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a adiar a realização das eleições suplementares para o Senado Federal que aconteceriam no estado do Mato Grosso em 26 de abril.

O TSE também deve analisar outras alterações no calendário eleitoral deste ano. As eleições para vereadores e prefeitos estão previstas para 4 de outubro, mas podem ser suspensas ou adiadas. Este seria o ‘sentimento geral’ em Brasília. Comenta-se nos bastidores que os mandatos do atuais prefeitos e vereadores seriam prorrogados e que as eleições seriam unificadas para 2022.

Segundo reportagem do Valor Econômico, a decisão do TSE sobre a disputa no Mato Grosso, apesar de ser um caso isolado, “fez com que dirigentes partidários começassem a discutir a possibilidade de adiar, em todo o país, as eleições municipais de outubro se os casos de coronavírus não forem controlados até meados do ano”.

Ainda segundo o Valor o deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC) protocolou ofício no TSE solicitando à ministra a prorrogação do prazo final para filiações partidárias, que se terminaria em 4 de abril por mais 30 dias: “O momento exige cautela. Prorrogar o prazo de filiações seria decisão democrática e responsável”, disse o deputado à reportagem.

Daniel Freitas, que viajou para os Estados Unidos na comitiva do presidente Jair Bolsonaro testou positivo para o coronavírus.

O parlamentar disse ainda ao Valor que avalia o impacto que o coronavírus pode ter no pleito: “Acho que todo o calendário eleitoral pode ser prorrogado por pelo menos por 30 dias, pelo menos até que a gente tenha a realidade do quanto o vírus se alastrou, o quanto prejudicou as atividades do Brasil. Talvez tenhamos que prorrogar tudo”.

Em nota, o TSE afirmou que está atento e analisa o cenário atual com cuidado e atenção e complementa que “até o momento, o calendário eleitoral não sofreu alterações. Qualquer mudança nesse cenário será imediatamente informada”, diz o texto.

PROGRAMA ROTA DA NOTÍCIA 19/03/2020

Shareaholic