sexta-feira, 13 de março de 2020

Ricardo chama Calvário de ‘espetáculo midiático’ e diz que não existem provas contra ele, apenas uma ‘narrativa mentirosa’

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), durante entrevista na tarde desta sexta-feira (13), falou a respeito das acusações e prisão preventiva contra ele após a deflagração da 7ª fase da Operação Calvário, deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com o Gaeco.

Segundo ele, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) não conseguiu apresentar provas a respeito das acusações, sendo colocado até o momento, apenas a “construção de uma narrativa mentirosa” contra ele por ter colocado o “dedo na ferida” e ter apoiado o ex-presidente Lula na luta contra a Lava Jato.

 “Eu não sou o primeiro, nem serei o último a ser acusado por essa doença que tomou conta do Brasil e do Estado Democrático de Direito”, disse ele em entrevista a Rádio Sanhauá.

Segundo Ricardo, o espetáculo midiático tem alimentado as acusações contra ele e que o MPPB tem tentado repetir no Estado o que o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, promoveu de ‘forma mentirosa no Brasil’. “Não existe uma prova que me liga a nada, a não ser desvarios. Já fizeram uma oitava fase, para fazer que nem a Lava Jato, e chegar até a não sei quantas fases”, afirmou.

PROGRAMA ROTA DA NOTÍCIA 13/03/2020

Shareaholic