quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Assaltante morre durante confronto com a polícia em Garanhuns

Foto: Reprodução/Portal Agreste Violento

Um assaltante morreu e dois foram presos durante confronto com a Polícia Militar, na madrugada desta quarta-feira (18), em Garanhuns, Agreste de Pernambuco. A ação ocorreu no Sítio Papa Terra, zona rural do município.

Alex da Silva Bezerra, 21 anos; Felipe da Costa Brandão, 22; e Wellington Roseno Silva, 33, furtaram um Fiat Uno no bairro do Magano. Durante perseguição, Alex desceu do veículo e apontou uma espingarda para a viatura. Ele foi baleado e socorrido para o Hospital Regional Dom Moura, onde faleceu.

Os outros dois suspeitos foram presos e levados para a Delegacia de Garanhuns junto com o veículo. Eles foram autuados em flagrante. Segundo investigações, o trio praticava assaltos na região.

Em delação, Livânia diz que entregou mais de R$ 4 milhões a Ricardo Coutinho

A ex-secretária de Administração do Estado da Paraíba, Livânia Farias, confirmou em delação premiada que entregou mais de R$ 4 milhões ao ex-governador Ricardo Coutinho. A informação foi destaque em reportagem do jornal Estado de São Paulo nesta quarta-feira (18).

Ela relatou que tinha uma rotina de entregas de dinheiro em espécia na residência oficial do governador, a Granja Santana, durante a gestão de Ricardo Coutinho.

Além de ter ocupado o cargo de secretária de Administração, Livânia também comandou a Procuradoria do Estado da Paraíba entre 1º de janeiro de 2011 e 29 de junho de 2011. Até 2018, último ano do segundo mandato de Coutinho, ela afirma ter feito a entrega de R$ 4 milhões.

Livânia Farias prestou colaboração premiada no âmbito do inquérito da Operação Calvário, que teve mais uma fase deflagrada nesta terça-feira (17). Foram expedidos 17 mandados de prisão preventiva pelo Tribunal de Justiça da Paraíba. O ex-governador Ricardo Coutinho foi um dos alvos da Operação, mas ainda não foi localizado, sendo considerado foragido.

Na delação, Livânia revelou um pagamento de R$ 950 mil em data que disse não se recordar, mas que afirmou ser anterior a 2014. Já entre 2015 e 2017, Livânia relatou três entregas de R$ 300 mil, R$ 450 mil e R$ 500 mil. No ano de 2018, disse ter feito mais duas entregas de dinheiro, tendo sido uma de R$ 1 milhão e outra de R$ 800 mil.

A ex-secretária ainda confessou ter contado com o apoio de outras pessoas para cumprir as entregas, incluindo servidores, como foi o caso de Leandro Nunes e Maria Laura Farias. De acordo com Livânia, Ricardo Coutinho não solicitou a quantia. Apesar disso, questionou o ex-governador sobre o destino do primeiro montante e ele respondeu que “serviria para pagar a política, pois estava sendo sufocado pelos deputados”.

Ainda em delação, Livânia relatou que informava a Ricardo Coutinho sobre a quantia e a origem do dinheiro. Muitas vezes, segundo ela, não tinha onde guardar tanto dinheiro. “Ricardo Coutinho mandava colocar o dinheiro num local e não falava nada. O dinheiro era colocado no espaço em que estavam.

POLÍCIA CIVIL REALIZOU OPERAÇÃO EM CARUARU E PRENDEU VÁRIOS CRIMINOSOS.

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (18), a operação denominada "MINUS”, vinculada à Diretoria Integrada do Interior 1 - DINTER 1, decorrente de investigação realizada pela Delegada, Dra. Gabrielle Nishida, titular da 90ª Circunscrição Policial de Caruaru, coordenada pela 14ª Delegacia Seccional de Caruaru.

As 10 horas da manhã, a delegada que preside o inquérito, Dra. Gabrielle Nishida e o delegado seccional, Dr. Bruno Vital, realizaram uma coletiva de imprensa no auditório da Dinter-1, onde foram repassados os detalhes da investigação que foi iniciada no mês de maio desse ano, quando a delegada assumiu o comando da 90ª Delegacia.

A Delegada, Dra. Gabrielle Nishida, disse que durante a operação foram cumpridos sete mandados de prisão e dez mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pelo Juiz da 4ª Vara Criminal da Comarca de Caruaru e de acordo com a investigação, essa quadrilha é voltada para a prática dos crimes de roubo, receptação, posse e porte ilegal de armas de fogo e munições, além de organização criminosa.

Na execução, foram empregados 81 Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães com apoio de 15 Policiais Militares.

Thiago Henrique.

David.

Rosembergue.

Risoclécio.

Rúbia Lucia.

Esaú.

Sérgio Reis.

Foram presos na operação: Sérgio Reis de Araújo, que é considerado o chefe da quadrilha, Esaú José da Silva, Risoclécio Mendes da Silva, Thiago Henrique da Silva, David Luis da Silva e os irmãos Rosembergue Tenório do Nascimento e Rúbia Lucia Tenório do Nascimento. Durante a operação, foram apreendidos muitos apetrechos utilizados nos assaltos á várias empresas, como arma de fogo, pé de cabra, dinheiro, marreta e outros objetos.

Os alvos dessa quadrilha eram empresas, inclusive, cometeram esse mesmo tipo de assalto em Caruaru, São Caetano e Toritama, faziam os funcionários e diretores desses estabelecimentos reféns e só deixavam os locais após conseguirem as mídias contendo as filmagens da atuação da quadrilha.

O Delegado Seccional, Dr. Bruno Vital, falou que essa foi a 103ª Operação de Repressão Qualificada do ano no estado, contra 74 que foram deflagradas em todo ano passado e essas ações resultam numa grande diminuição de crimes contra a vida e contra o patrimônio, a prova disso é que pelo segundo ano consecutivo Caruaru foi destaque no estado com a diminuição drástica no número de ocorrências.

Após serem submetidos aos exames traumatológicos, os presos foram encaminhados ao sistema prisional, os homens para a Penitenciária local e a mulher para a Colônia Penal Feminina de Buíque.

Governador exonera dois auxiliares alvos da Operação Calvário

Alvos da sétima fase da Operação Calvário – Juízo Final, os secretários Cláudia Veras Edvaldo Rosas foram exonerados pelo governador João Azevêdo (sem partido). A informação consta na edição desta quarta-feira (18) do Diário Oficial do Estado.

Veras é ex-secretária de Saúde do Estado e atualmente estava lotada na Secretaria de Executiva de Desenvolvimento e da Articulação Municipal. Ela foi presa preventivamente nesta terça-feira (18). Rosas, que deixa a Secretaria de Governo, era presidente estadual do PSB e foi alvo de mandados de busca e apreensão.

Cláudia Veras é apontada de participar ativamente do suposto esquema de corrupção na Saúde durante o governo de Ricardo Coutinho, enquanto Edvaldo Rosas é apontado como beneficiário direto de propinas.

Estado de Pernambuco recebe as cestas de alimentos da LBV

A campanha Natal Permanente da LBV proporciona a centenas de famílias um fim de ano sem fome, digno e feliz.

Milhares de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social no Brasil serão ajudadas pela Legião da Boa Vontade através da campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!.

No Estado de Pernambuco, a LBV beneficiará mais de 2.030 famílias no sertão e região metropolitana com mais de 40 toneladas de alimentos.

A Caravana da Boa Vontade iniciou as entregas na Zona Rural dos municípios de Tupanatinga, Buíque, Pedra e Arcoverde. E em cada família assistida pela Instituição era percebido a alegria de retornar ao lar com alimentos para um Natal farto e digno.

Com destino a Tupanatinga, a Instituição percorreu mais de 300 quilômetros, enfrentando estradas de barro e de difícil acesso para chegar até as famílias que sofrem com a pobreza e a fome.

A LBV entregou as cestas de alimentos a centenas de famílias dos sítios Sanharó, Serra dos Dé, Serra das Onças, dos Macacos, Boqueirão e entre outros.

Maria Cícera, de 32 anos, do sítio Capoeiras, ficou muito feliz em receber o presente da LBV: “Nós agradecemos o apoio da LBV, somos famílias que necessitamos muito, mas temos a certeza que esse ano o Natal será muito mais feliz com esse presente, essa cesta de alimentos que recebemos de vocês”, disse.

Já em Buíque, a Caravana da Boa Vontade percorreu mais 90 quilômetros para beneficiar famílias dos sítios e povoados Amaro, Xerém, Morro Vermelho, Barreiras, Ferreiros, Bom Nome, Tanque e Catonho.

A família de Nazilda de Lima, de 45 anos, composta por oito pessoas, reside numa região vulnerável no sítio Bom Nome e foi beneficiada pelas cestas de alimentos da campanha de Natal da LBV. 

Na ocasião, Nazilda contou que já passou fome e que sua única renda é o que recebe dos recursos de programas sociais no valor de R$ 350,00 para o sustento de sua família. “A LBV em nossas vidas é uma benção que Deus enviou. A cesta é um presentão para que o nosso Natal seja farto de comida na mesa, agradecemos a todos os colaboradores da LBV”, agradeceu a atendida.

Diana Bezerra, de 39 anos, residente com a sua família no sítio Bica de cima, na cidade de Pedra, comentou que seu esposo está desempregado por causa da falta de chuva na região, por isso, o presente da Instituição chegou no momento certo: “A cesta de alimentos da LBV chega em boa hora e temos a certeza de comida na nossa mesa neste Natal”, declarou.

Nesta quinta-feira, 19 de dezembro, se encerra a mobilização solidária natalina com a entrega das cestas de alimentos em Recife. A solenidade acontecerá na Sede da LBV, localizada na Rua dos Coelhos, 219 – Coelhos, próximo ao Cais José Mariano.

Ainda dá tempo de ajudar! Entre no site www.lbv.org ou ligue para o número 0800 055 50 99 e participe dessa iniciativa. Para saber como está ocorrendo a entrega das cestas de alimentos em todo o Brasil, acesse LBVBrasil no Facebook e no Instagram.

Com 25 votos, Assembleia Legislativa da Paraíba decide revogar prisão da deputada Estela Bezerra

Por maioria, em votação secreta, os deputados estaduais paraibanos decidiram revogar a prisão da deputada Estela Bezerra. Eles se reuniram em sessão extraordinária na noite desta terça-feira (17).

Na leitura do relatório da matéria, citando a jurisprudência, os parlamentares consideraram que a prisão de deputados só é possível em caso de flagrante, como dita a Constituição Federal. Portanto, o mandado de prisão preventiva contra Estela Bezerra foi classificada como inconstitucional.

O relator da matéria, deputado Felipe Leitão, considerou em seu voto que a prisão de Estela Bezerra deveria ser revogada. “Com fundamento ainda no princípio da presunção de inocência, do contraditório e da ampla defesa, e do devido processo legal, vota pela não manutenção da prisão preventiva da deputada Estela Bezerra, decretada pelo desembargador Ricardo Vital”, ressaltou no relatório.

Os deputados decidiram ainda em plenário que a forma de votação deveria ser secreta, tal qual acontece quando é votado o pedido de cassação de algum dos colegas.

Foi distribuída uma cédula para que os deputados votassem e depositassem em uma urna, garantindo a confidenciabilidade do voto.

Em plenário, havia 32 deputados estaduais aptos a votar. A deputada Cida Ramos, através de um ofício apresentado à Mesa Diretora, pediu para não participar da votação. Sendo assim, foram registrados 31 votos.

Shareaholic