sábado, 25 de maio de 2019

TRÊS PESSOAS MORRERAM EM COLISÃO DE TRÂNSITO NO AGRESTE PERNAMBUCANO.

Um grave acidente entre um caminhão, uma carreta e um Chevrolet Onix, de placa; QLJ-2026, deixou três pessoas da mesma família mortas na manhã deste sábado (25), no KM 86, da rodovia BR-423, no trevo que dá acesso ao Distrito de São Pedro, na zona rural de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, um caminhão não identificado, pois, o motorista se evadiu do local, bateu na traseira do automóvel Onix, quando este reduziu a velocidade para passar numa lombada eletrônica, nisso, o caminhão jogou ele para a faixa contrária, provocando a colisão frontal com a carreta que estava carregada de peças automotivas.

Os ocupantes do veículo Onix foram identificados como; Yuri Lucas Monteiro Eudócio, de 23 anos, a mãe dele, Sheyla Patrícia Monteiro da Rocha Eudócio, de 41 anos e Kaliny Emanuelly Monteiro da Costa, de 32 anos, sobrinha de Sheyla e prima de Yuri que era o condutor do carro. A Sheyla e a Kaliny eram advogadas e também possuíam comércios na cidade onde moravam, em Belém, no Agreste de Alagoas e estavam indo a cidade de Toritama-PE para fazer compras de confecções para revenderem nos seus comércios. O Yuri era estudante de direito.

Com o impacto da colisão, o veículo ficou parcialmente destruído e as vítimas presas as ferragens, o motorista da carreta não sofreu ferimentos, permaneceu no local, prestou esclarecimentos e realizou o teste do bafômetro que acusou que ele não havia feito a ingestão de bebida alcoólica.

Elemento mata ex-companheira a facadas em cidade do Cariri Paraibano

Uma confeiteira foi morta a facadas pelo ex-marido na noite desta sexta-feira (24), no município de Caturité, Cariri da Paraíba. A mulher morreu dentro da ambulância, quando estava a caminho do hospital. Depois de esfaquear a mulher, o homem também teria desferido golpes de faca contra o próprio corpo. O suspeito foi socorrido e está internado no Hospital de Trauma de Campina Grande.

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, com base em relatos de familiares, a mulher havia se separado do suspeito e morava em Campina Grande, onde tinha assumido um novo relacionamento, mas costumava ir nos fins de semana para Caturité visitar parentes. O casal se separado há seis meses e tinha filhos.

Por volta das 19h, o Hospital de Trauma de Campina Grande confirmou que o suspeito deu entrada na unidade, mas ainda não havia detalhes sobre o estado de saúde dele. O suspeito foi levado direto para o centro cirúrgico.

Equipes da Polícia Civil estão acompanhando o caso. A Polícia Militar está fazendo a custódia do suspeito no Hospital de Trauma de Campina Grande.



Informações do G1

Shareaholic