quarta-feira, 13 de março de 2019

Mourão lamenta massacre em Suzano e culpa videogames violentos

Vice-presidente, Hamilton Mourão - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil


O vice-presidente, Hamilton Mourão, lamentou nesta quarta-feira (13) o massacre na Escola Raul Brasil, em Suzano, na grande São Paulo, e disse que o caso se deve à influência de videogames violentos e à falta de atividades educativas para crianças e adolescentes.

 “Hoje a gente vê essa garotada viciada em videogames e videogames violentos. Só isso que fazem. Quando eu era criança e adolescente, jogava bola, soltava pipa, jogava bola de gude, hoje não vemos mais essas coisas. É isso que temos que estar preocupados”, disse.

Ao lembrar o massacre na Escola Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, onde um ex-aluno matou 12 pessoas, em 2011, disse que “tem que chegar à conclusão por que isso está acontecendo? Essas coisas não aconteciam no Brasil, ocorriam em outros países”.

O vice-presidente contou da sua experiência de adolescência, quando morou nos Estados Unidos, e estudava das 9h às 15h, como é o padrão norte-americano de ensino. “Hoje, pai e mãe são obrigados a trabalhar pelas exigências da sociedade moderna, nos faltam escolas de tempo integral, onde a criança fique mais tempo”, disse Mourão.

A flexibilização da posse de arma de fogo, para o vice-presidente, “não tem nada a ver” com o caso. “Vai dizer que a arma que os caras tinham lá era legal?”, disse.

Entenda o crime 

Na manhã desta quarta-feira (13), um adolescente de 17 anos e um homem de 25 entraram na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo, e mataram oito pessoas, entre alunos e funcionários.

Os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos, se mataram em seguida. Ainda não se sabe o que motivou o ataque, mas há informações de que os dois são ex-s alunos da escola. No local, a Polícia Militar encontrou um revólver 38, uma besta (um artefato com arco e flecha), objetos que parecem ser coquetéis molotov e uma mala com fios.

Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25, estavam em um carro branco alugado, estacionaram em frente ao portão do colégio e entraram pela porta da frente, que estava aberta.


Fonte: Agência Brasil

COMERCIANTE FOI ASSASSINADO NO DISTRITO DE BATATEIRAS NA ZONA RURAL DE BELÉM DE MARIA - PE

O comerciante, José Ivanildo de Lima, que era conhecido por “Picolé” de 47 anos, foi morto a tiros quando estava caminhando nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (13), no distrito de Batateiras, na zona rural de Belém de Maria, na zona da mata sul.

A vítima era proprietário de um depósito de bebidas na localidade, caminhava na companhia de uma mulher quando foram surpreendidos com a abordagem de um indivíduo que chegou numa picape Strada branca, que parou o carro e conversou rapidamente com a vítima e em seguida sacou uma arma de fogo e atirou várias vezes contra o “Picolé” que morreu no local e a mulher desmaiou.

O crime até o momento é de autoria desconhecida, o corpo foi encaminhado para o IML de Caruaru.

MASSACRE "Cena mais triste da vida", diz Doria após visitar escola em Suzano SP

João Dória é o atual governador de São Paulo / Rovena Rosa/Agência Brasil

Após visitar a Escola Estadual Raul Brasil, onde hoje (13) houve um ataque a tiros, o governador de São Paulo, João Doria, disse que estava sob forte impacto. Ele cancelou a agenda desta quarta-feira e seguiu para o local com autoridades estaduais e municipais. O colégio fica na cidade de Suzano, a 57 quilômetros da capital paulista.

 “Estou muito impactado”, afirmou o governador. "A cena mais triste que assisti em toda a minha vida", disse. "Estou consternado, chocado", complementou, informando prestar solidariedade às famílias das vítimas.

O governador e as autoridades fazem uma segunda vistoria na escola que foi isolada. A identidade das vítimas ainda não foi divulgada.

Até o momento, a Polícia Militar contabilizou dez mortos, incluindo os dois atiradores. Há ainda feridos sendo atendidos em hospitais e clínicas da região.

A escola reúne estudantes do ensino fundamental e médio. No local, também funciona um centro de línguas estrangeiras.


Fonte: Agencia Brasil

JOVEM FOI ASSASSINADO NA ZONA RURAL DE AGRESTINA - PE

Um homicídio foi registrado na manhã desta terça-feira (12) no Sítio Pé de Ladeira, na zona rural de Agrestina, no Agreste de Pernambuco. A vítima foi o ex-presidiário, Bruno Henrique Soares de Mendonça, de 22 anos, ele foi assassinado a tiros e pedradas dentro de uma propriedade. Bruno possuía uma motocicleta XRE 300 vermelha que talvez tenha sido levada após o crime.

O delegado de Agrestina, Dr. Higor Carvalho, informou que possivelmente a vítima foi morta noutra localidade e o corpo foi desovado nesse local. O jovem saiu do CRA – Centro de Ressocialização do Agreste em Canhotinho, onde cumpriu pena por roubo.

O corpo que estava em estado de decomposição foi encaminhado para o IML do Recife.

TRAGÉDIA - Tiroteio em escola deixa mortos em Suzano (SP)

Foto: reprodução

A Polícia Militar informou há pouco que subiu para dez o número de mortos em decorrência do tiroteio na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, a 57 quilômetros de São Paulo. Mais 17 pessoas ficaram feridas.

Segundo informações da Polícia Militar, dois adolescentes armados e encapuzados invadiram o colégio e disparam contra os alunos.

Até o momento, a PM registrou a morte de cinco alunos, um funcionário do colégio, uma pessoa que passava pela rua no momento dos disparos, além dos dois autores dos diparos. Morreu ainda uma vítima levada para hospital. Informações preliminares indicam que eles se suicidaram.

Shareaholic