segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Náutico é campeão da Série C 2019, Timbu empatou em 2x2 com o Sampaio Corrêa, no Castelão/MA, e faturou o título da competição

Elenco campeão da Série C 2019Foto: Léo Lemos/Náutico

Para encerrar a temporada celebrando um processo de reconstrução no clube após um dos períodos mais difíceis da história, com o rebaixamento em 2017, o Náutico fez questão de ir além da festa pelo acesso, acabando também com um incômodo jejum de conquistas nacionais. Neste domingo (6), diante do Sampaio Corrêa, no Castelão/MA, o Timbu escreveu mais um capítulo importante: o de campeão da Série C do Campeonato Brasileiro 2019. O empate em 2x2 foi suficiente para levantar o troféu - o duelo de ida, nos Aflitos, foi vencido pelos alvirrubros por 3x1. Festa em vermelho e branco para exorcizar um fantasma e projetar um horizonte promissor no futuro.

O cronômetro era o maior aliado do Náutico. A cada minuto passado, o título ficava mais próximo. O tempo, porém, seria útil apenas se o Timbu também fizesse sua parte. E pela pressão nos minutos iniciais, ficou evidente que esse não foi o caso. Acuado no campo de defesa, os alvirrubros deram muito espaço nas laterais para as investidas do Tubarão. Aos 13, veio a punição. Everton puxou para a perna esquerda e bateu no canto de Jefferson, fazendo 1x0 para o Sampaio Corrêa.

Um chute fraco de Matheus Carvalho, aos 29 minutos, foi a única boa chance do Náutico no primeiro tempo. Fora isso, o Sampaio Corrêa mandou na partida, ainda que também insistindo bastante nos lançamentos direitos e chutes de longa distância. Mesmo com a vantagem no somatório dos dois resultados, os pernambucanos demonstraram nervosismo.

Nem mesmo a conversa com o técnico Gilmar Dal Pozzo, na parada técnica, surtiu efeito. No dicionário do futebol, o Náutico “não entrou em campo”. Limitou-se a defender sua meta e evitar o segundo gol do Sampaio. O que de melhor aconteceu para os pernambucanos foi o fim do primeiro tempo.

Em toda história de superação, um herói precisa aparecer para salvar o dia. No Náutico, ele atende por Álvaro. O protagonista Timbu no mata-mata da Série C, com quatro gols, novamente mostrou seu poder de decisão. Após escanteio de Jean Carlos, o atacante apareceu livre na área para cabecear e deixar tudo igual no Castelão. O sexto tento do jogador com a camisa alvirrubra, assumindo a artilharia do time na competição.

Esperar um jogo tranquilo foge ao histórico recente do Náutico na Série C 2019. O Sampaio Corrêa continuou pressionando o Timbu e Jefferson fez pelo menos duas grandes defesas. Quando não alcançou a bola, o camisa 1 contou com a ajuda do travessão no chute de Eloir. Aos 37, porém, o goleiro apenas lamentou a conclusão de Salatiel para o fundo do gol, fazendo 2x1 para a Bolívia Querida.

Antes mesmo da torcida do Sampaio começar a sonhar com uma reação, veio o gol do título do Náutico. Matheus Carvalho arrancou pela esquerda e bateu para decretar o empate em 2x2 e levar a taça da Série C para Pernambuco.

Ficha técnica, Sampaio Corrêa 2
Andrey; Everton, Paulo Sérgio, Odair Lucas (Alex) e João Victor ; Ferreira, Eloir e Lucas Hulk (Ulisses); Esquerdinha, Kauê (Rodrigo) e Salatiel Júnior. Técnico: João Brigatti

Náutico 
Jefferson; Hereda, Diego Silva, Fernando Lombardi e Willian Simões; Josa, Jhonnatan (Jiménez) e Jean Carlos; Álvaro (Danilo Pires), Matheus Carvalho e Wallace Pernambucano (Jefferson Nem). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Local: Castelão (São Luís/MA)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP). Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa (SP) e Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG)
Gols: Everton (aos 13 do 1ºT), Álvaro (aos 6 do 2ºT), Salatiel (aos 37 do 2ºT) e Matheus Carvalho (aos 39 do 2ºT)
Cartões amarelos: Matheus (S); Hereda (N)
Cartão vermelho: Diego Silva (N)


Fonte: Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shareaholic