sexta-feira, 19 de abril de 2019

“POLÍCIA FEDERAL APREENDEU CINCO QUILOS E TREZENTAS GRAMAS DE COCAÍNA NO AEROPORTO INTERNACIONAL DOS GUARARAPES E PRENDEU UMA BRASILEIRA POR TRÁFICO INTERESTADUAL DE ENTORPECENTES”.

A Polícia Federal em Pernambuco, prendeu em flagrante no dia 15/04/2019, por volta das 9h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, IVANUBE DA SILVA CRUZ, solteira, 30 anos, ajudante de cozinha, natural de Rio Branco/AC e residente em Porto Velho/RO-(possui antecedentes criminais, já foi presa por tráfico de drogas).

A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os Policiais Federais ao selecionarem algumas bagagens oriundas de um voo vindo de Manaus/AM para serem submetidas ao aparelho de raio-x, perceberam que uma das malas selecionadas continha em seu interior alguns tabletes com conteúdo orgânico. A mala seguiu seu curso normal na esteira e quando a sua proprietária a retirou, os policiais a convidaram para comparecer até à sala de imigração a fim de que fosse submetida a uma entrevista preliminar.

A passageira acabou ficando muito nervosa, impaciente e inquieta quando os federais começaram a lhe fazer algumas perguntas e não soube explicar o local em que iria ficar hospedada no Recife e quanto tempo permaneceria no estado. A ação teve seu desfecho final quando os policiais federais ao procederem a abertura de sua mala, identificaram 05 (cinco) tabletes que ao passar pelo exame narcoteste resultou positivo para cocaína, totalizando um peso bruto de 5.3Kg (cinco quilos e trezentas gramas). Além da droga, também foram apreendidos documentos e 01 (um) aparelho celular.

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido a droga encontrada, a suspeita recebeu voz de prisão em flagrante, foi informada dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida, levada para a sede da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuada pela prática do crime contido no artigo 33 c/c artigo 40 inciso V da Lei nº 11.343/2006 (tráfico interestadual de entorpecentes) e caso seja condenada, poderá pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão. Após a autuação, a presa realizou Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, passou pela audiência de custódia, onde foi CONFIRMADA A SUA PRISÃO PREVENTIVA para em seguida ser conduzida para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, onde ficará à disposição da Justiça Estadual/PE.

Em seu interrogatório, a presa deu poucos detalhes sobre sua participação no tráfico de drogas, limitando-se a dizer que recebeu a droga no Aeroporto de Porto Velho/RO para ser entregue a um traficante de Recife/PE e pelo serviço de transporte, iria receber a quantia de R$ 3 mil reais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shareaholic