domingo, 30 de dezembro de 2018

Tudo pronto para a posse de Bolsonaro no dia 1º de janeiro


Está tudo pronto para a cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no dia 1º de janeiro próximo. O grupo de trabalho que prepara o evento divulgou o roteiro prévio da solenidade, marcada para começar às 15h no Congresso Nacional.

Tradicionalmente, o evento começa na Catedral de Brasília, de onde sai o desfile do presidente, de automóvel, pela Esplanada dos Ministérios, até o Congresso Nacional.

Ainda não há, no entanto, definição sobre se esse trajeto será feito em carro aberto ou fechado, mas os últimos presidentes a tomarem posse chegaram ao Congresso Nacional em um Rolls Royce, que serve à Presidência da República desde 1952. Houve ensaio no último domingo com o personagem que fez o papel de Bolsonaro em carro aberto.

O presidente e o vice eleitos serão recebidos no início da rampa do Congresso, na parte plana, pelos chefes do cerimonial da Câmara e do Senado, que os conduzirão pela rampa, até onde estarão os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira.

No final da passarela, estarão o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, além de lideranças do Congresso Nacional, que se juntarão ao cortejo.

Já dentro do Congresso, as autoridades caminharão até o Plenário da Câmara dos Deputados onde será realizada a posse.

Eunício, que preside a Mesa do Congresso Nacional, abrirá a sessão solene e conduzirá os trabalhos. Após a execução do Hino Nacional pela Banda dos Fuzileiros Navais, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão farão o juramento de compromisso constitucional e assinarão o termo de posse. Os dois deverão jurar “manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil” — declaração prevista pela Constituição Federal.

Após dar posse aos eleitos, Eunicio concederá a palavra a Bolsonaro, que fará um pronunciamento ao país.

Encerrada a sessão, o presidente da República, já empossado, descerá a rampa do Congresso Nacional e, como comandante-chefe das Forças Armadas, passará em revista as tropas da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, sendo ainda homenageado com uma salva de 21 tiros de canhão.

Na sequência, Bolsonaro embarcará novamente no carro presidencial e seguirá para o Palácio do Planalto, onde acontecerá a última parte da cerimônia de posse. O presidente, que governará o país nos próximos quatro anos, receberá a faixa presidencial de Michel Temer.



Informações Blog do Inaldo Sampaio

INCÊNDIOS ATINGEM ÁREAS RURAL EM TAQUARITINGA DO NORTE - PE


Neste domingo (30), foram registrados vários pontos de incêndios em áreas de fazendas em Taquaritinga do Norte.

De acordo com as informações, Bombeiros Militares já estiveram em alguns locais realizando o combate às chamas. Testemunhas chegaram a relatar que haviam focos de incêndios também as margens da BR-104, que já haviam sido controlados.

Em outro ponto, desta vez as margens da PE-130 (foto que abre esta matéria) foram fotografados locais em chamas, que aumentavam em decorrência do mato seco e do vento.

Até o final da tarde, uma grande área de fazendas já havia sido atingida pelas chamas, como mostra a imagem abaixo.

POLÊMICA: Pastora se enforca após culto e surpreende fiéis

A pastora tinha apenas 36 anos, e o caso chocou a comunidade evangélica por mais um suicídio de líderes que foi registrado em 2018.

Casos de suicídio entre líderes evangélicos estão se tornando cada vez mais frequentes e tem alertado o mundo gospel para os perigos de uma doença silenciosa que a cada dia tem acometido principalmente pastores e líderes.

Mais um caso de suicídio foi registrado na última quinta-feira (27), na cidade de São José do Rio Preto, em São Paulo. Uma pastora conhecida por Mônica Chaves, acabou tirando sua própria vida em um ato de desespero.

Mônica estava enfrentando uma forte depressão, e terminou se enforcando dentro do banheiro da sua casa. No ano de 2018 vários casos de suicídios de líderes religiosos foram registrados no Brasil e no mundo.

A pastora Mônica Chaves, tinha apenas 36 anos, amigos e familiares lamentaram a sua morte precoce. A página da ONG Anjos Sem Asas no Facebook lamentou a morte da pastora e prestou solidariedade à família.

Nenhuma informação sobre velório e sepultamento foram divulgados pelos parentes e amigos da pastora, e nem a qual ministério ela pertencia.

O mundo gospel lamenta pelos vários casos de suicídio entre pastores ocorridos em 2018. Líderes evangélicos estão organizando um grande clamor em todo Brasil para que em 2019 a realidade seja bem diferente.

JOVEM FOI SEQUESTRADO POR ELEMENTOS SE PASSANDO POR POLICIAIS EM TACAIMBÓ E ENCONTRADO MORTO


Um jovem foi encontrado morto a tiros na manhã da ultima sexta-feira (28), no Sítio Coqueiro, na zona rural de Altinho. A vítima, Valberto Santos da Silva, tinha 21 anos, era casado e morava no Sítio Serrote da Carreira, na zona rural de Tacaimbó. Segundo informações ele já foi detido e vivia cometendo delitos onde morava. Ele foi encontrado com as mãos amarradas pra trás.


O tio da vítima, Edvaldo, informou que o jovem foi sequestrado por volta das 11 horas da noite de ontem, quando estava em casa acompanhado da esposa que está grávida, e segundo o tio, ela disse que chegaram quatro indivíduos batendo a porta, ela perguntou quem era e eles disseram que eram policiais e se não abrissem a porta eles iriam arrombar a porta, ela abriu e os elementos, todos encapuzados e usando roupas pretas, mandaram o seu esposo deitar no chão, amarraram as suas mãos para trás e o levaram, ela pediu para ir com eles, mas eles disseram que não e hoje ela só soube do resultado.

O corpo do rapaz foi encaminhado para o IML de Caruaru

Cálculo da aposentadoria muda a partir de segunda-feira (31)

Da Agência Brasil

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição vai mudar a partir de segunda-feira (31), quando será acionada uma regra implementada por lei em 2015. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96.

Quem quiser se aposentar pela regra atual – e já cumpre os requisitos – têm até domingo (30) para fazer a solicitação.

Pela fórmula 85/95, a soma da idade e do tempo de contribuição deve ser de 85 anos para mulheres e 95 para homens. O tempo de trabalho das mulheres deve ser de 30 anos e o dos homens, de 35 anos. Isso significa, por exemplo, que uma mulher que tenha trabalhado por 30 anos, precisa ter pelo menos 55 anos para se aposentar.

A partir do dia 31, para se aposentar com o tempo mínimo de contribuição, ela deverá ter 56 anos. A mesma soma precisará alcançar 86 e 96. A fórmula será aumentada gradualmente até 2026.

Aqueles que já cumprem as regras podem solicitar a aposentadoria pelo telefone 135, que funciona das 7h às 22h, no horário de Brasília. Pelo telefone, o pedido pode ser feito somente até sábado. Pelo site do INSS.o pedido pode ser feito até hoje domingo (30).

Fórmula

A atual regra é fixada pela Lei 13.183/2015. Nos próximos anos, a soma voltará a aumentar, sempre em um ano. A partir de 31 de dezembro de 2020, passará a ser 87/97; de 31 de dezembro de 2022, 88/98; de 31 de dezembro de 2024, 89/99; e, em 31 de dezembro de 2026 chegará à soma final de 90/100.

Defensor da fórmula, o professor da Universidade de Brasília e assessor do Conselho Federal de Economia, Roberto Piscitelli, diz que o cálculo ajuda a reduzir desigualdades. “Ele combina dois indicadores [tempo de contribuição e idade mínima] que, às vezes, quando considerados isoladamente dificultam a vida do trabalhador. A fórmula ajuda a compensar a situação daqueles que começaram a trabalhar muito cedo, o que sempre foi fator de injustiça do ponto de vista do tempo para aposentadoria”, explicou.

Além de se aposentar pela regra 85/95, os trabalhadores podem atualmente se aposentar apenas por tempo mínimo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres, independente da idade. Nesses casos, no entanto, poderá ser aplicado o chamado fator previdenciário que, na prática, reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta cedo.

Shareaholic