quarta-feira, 16 de maio de 2018

Amiga de assaltante revela conversa com ele pouco antes de morrer em Cajazeiras

Amiga revela diálogo com Gabriel de Sousa pouco antes de morrer

Uma amiga de Gabriel Sousa, 20 anos, assassinado a tiros nessa quarta-feira (16), durante assalta a lanchonete em Cajazeiras, usou sua rede social Facebook para se despedir do jovem e publicou um pequeno diálogo que teve com ele pouco antes de morrer.

O assalto seguido do crime de homicídio ocorreu por volta das 00h30min dessa quarta, segundo a Polícia Militar, e a conversa de Gabriel com a amiga foi de 22h56min da terça-feira (15), pouco mais de 2 horas antes do acontecimento do fato.

A garota confidenciou que conversou com Gabriel por uma rede social e contou que lhe deu conselhos na última conversa que tiveram.

Amiga revela diálogo com Gabriel de Sousa pouco antes de morrer

Amiga revela diálogo com Gabriel de Sousa pouco antes de morrer

O Capitão Bruno Silva, da Polícia Militar de Cajazeiras, em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (16), explicou que a autoria do crime de homicídio durante assalto nesta madrugada ainda é desconhecida.

De acordo com o policial, as testemunhas disseram que os suspeitos as mandaram deitar no chão e só ouviram o barulho de tiro.

 “Não souberam precisar se foi um ou mais disparos”. Disse Bruno Silva.

Gabriel de Sousa de 20 anos, chegou a ser socorrido para o HRC

Ele revelou que as câmeras de segurança do estabelecimento estão em desuso e contou que o comparsa de Gabriel Sousa tentou ligar a motocicleta, mas não conseguiu e fugiu a pé.

Entenda!

Um assalto na madrugada desta quarta-feira (16) a uma lanchonete na Avenida Júlio Marques do Nascimento, em Cajazeiras, saída para cidade de Sousa acabou com um dos assaltantes assassinado com um tiro na cabeça. Ele foi identificado por Gabriel de Sousa, 20 anos, morador de São José de Piranhas.

Segundo a Polícia Militar, dois suspeitos chegaram em uma motocicleta e um deles com uma espingarda renderam os funcionários do estabelecimento comercial, quando alguém teria reagido e atingido um deles. A PM explicou que a autoria do disparo ainda é desconhecida.

O SAMU foi acionado e encaminhou a vítima ao Hospital Regional de Cajazeiras, mas não resistiu e foi a óbito. Já o segundo suspeito fugiu levando boa parte do material roubado das vítimas, mas na fuga abandonou a moto de cor vermelha e duas facas usadas no crime.

Todo material apreendido, foi encaminhado para a delegacia de Cajazeiras onde foram entregues ao delegado Plantonista para as medidas que requer o caso.

O corpo de Gabriel foi encaminhado ao IML de Patos. A dupla era investigada pelo roubo a um Posto Combustível localizado na PB 393 no Distrito Serra da Arara, município de Cajazeiras há uma semana.

Material usado no assalto a lanchonete em Cajazeiras

Moto usada no assalto a lanchonete em Cajazeiras

Esse mesmo estabelecimento foi roubado no ano passado, quando uma dupla de moto rendeu os clientes e levam vários pertences deles, além de dinheiro do comércio. Nesse assalto, os suspeitos deram uma coronhada em dos funcionários e fugiram.

Relembre o caso

Por volta das 22 horas dessa terça-feira (8), dois homens em uma motocicleta e utilizando arma de fogo roubaram a quantia de R$ 1.521,00 do frentista do Posto Papa léguas II, localizado na PB 393, no Sítio Serra da Arara. Segundo a Polícia Militar, os suspeitos ainda roubaram um aparelho celular, bolsas e carteiras de um grupo de estudantes que tinha parado no posto para abastecer.

O crime foi denunciado à central de comunicações, através do número de emergência – 190, quando guarnições da ROTAM foram deslocadas para averiguar a situação; durante o percurso, já na saída da cidade, os militares cruzaram com a dupla iniciando-se uma intensa perseguição, que teve de imediato o apoio de guarnições do BOPE e do Trânsito.

De acordo com a PM, durante a perseguição policial os suspeitos perderam o controle da motocicleta e caíram em um terreno baldio por trás da casa de festa “La Fiesta”, quando seguiram a fuga a pé adentrando no matagal.


Por Luzia de Sousa 
Fonte: Diário do Sertão

DOIS PMS MORREM ATROPELADOS PELO METRÔ DO RECIFE E DOIS FICAM FERIDOS

Acidente ocorreu quando policiais militares estavam atrás de um grupo encapuzado e cruzaram a linha do Metrô do Recife, sendo atingido por uma composição

Uma operação policial terminou em tragédia na noite desta terça-feira (15) no Recife. Dois policiais militares morreram atropelados por uma composição do Metrô do Recife e dois outros PMs ficaram feridos.

O acidente ocorreu por volta das 20h40 na comunidade do Papelão, no bairro de São José, perto da estação Joana Bezerra, quando quatro PMs cruzaram a pé a linha férrea atrás de um grupo encapuzado que estaria para executar um homem e foram atingidos pelo metrô. Todos as vítimas pertenciam ao 16º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco (BPM).

No atropelamento, o sargento Enéas Severino de Sena, 42 anos, que integra a Banda de Música da Polícia Militar, morreu no local do acidente. O sargento Adeildo morreu a caminho do Hospital da Restauração, para onde os feridos foram levados. No HR, que se localiza também na região central do Recife, estão internados o PM Clécio Santos, que estaria em estado grave, e o quarto policial ferido.

A área onde houve o atropelamento é escura e em declive segundo o perito do Instituto de Criminalística Heldo Souza. De acordo com a perícia, também se observou que o o trem é silencioso e, por ser uma área em descida, desenvolvia uma maior velocidade. A composição atingiu frontalmente os PMs.

A informação que circulou de que o farol da composição estaria apagado não foi confirmada pela perícia. “Quando periciamos, a composição já estava parada, com os faróis apagados”, disse o perito. Segundo ele, “a princípio o atropelamento foi uma fatalidade”.

Em contato com o Portal FolhaPE, a assessoria da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) disse estar apurando as causas do acidente, mas que ainda era cedo para se pronunciar por meio de nota oficial.


PMPE

Em nota à imprensa divulgada no fim da noite, a Polícia Militar de Pernambuco lamentou o “trágico acontecimento desta terça-feira à noite, quando dois policiais do 16º BPM, no estrito cumprimento do dever, acabaram mortos, atropelados por uma composição do metrô na Estação Recife”.

A nota explicou que os dois PMs, junto a outros dois policiais, realizavam “incursões na área férrea na procura de contumazes meliantes que usam do local para o cometimento de crimes como tráfico e assaltos”. Também pediu compreensão de todos diante da situação, avisando que, quando tiver informações precisas sobre o caso, repassará e informou que a atenção agora está para as “famílias dos que perderam a vida em defesa da sociedade, bem como em total apoio aos policiais militares que se encontram feridos”.


(Com informações da FOLHAPE)

2° LEILÃO HARAS RIBEIRO MENDES

Shareaholic