segunda-feira, 11 de junho de 2018

Brasil faz três gols e vence último amistoso antes da Copa do Mundo

Philippe Coutinho foi escolhido como o melhor da partida pela equipe da Rádio Jornal Foto: Arquivo/Divulgação CBF

Neste domingo (10), o Brasil venceu a Áustria por um placar de 3 x 0, com atuação brilhante no gramado do Happel Stadion, em Viena. Gabriel Jesus abriu o placar no primeiro tempo. No segundo tempo, Neymar, com um golaço, fez 2 x 0 aos 17 minutos e Philippe Coutinho, fechou a conta para os Brasileiros.

Houve também uma certa dose de pancadaria na partida. A Áustria, uma seleção que não vai à Copa, entrou em campo numa espécie de vale-tudo. O amistoso, que era o último treino do Brasil antes da abertura da Copa do Mundo, quase se transformou em pancadaria. Não fossem os jogadores do Brasil terem parado e reclamado da marcação mais pesada do que deveria do jogadores da Áustria, alguém poderia ter se machucado. Neste sentido, o árbitro Viktor Kassai, da Hungria, pode ter sido relapso. Apenas dois castões amarelos foram aplicados na partida.

O técnico Tite, de acordo com Ralph de Carvalho, teve sangue de barata e assistiu ao jogo com uma visão técnica de quem quer saber até onde seus jogadores podem ir. Ouça os comentários de Ralph de Carvalho:


Primeiro tempo 

Apesar da forte marcação e de jogadas ríspidas, a seleção austríaca não conseguiu evitar o gol brasileiro, marcado por Gabriel Jesus, por volta dos 36 minutos de jogo, e foi para o vestiário com a derrota de 1 x 0. O gol foi resultado de mais uma jogada trabalhada de toda a equipe, principalmente dos atacantes, que, em jogada de muito toque à frente da área adversária, a bola sobrou para Gabriel Jesus, pela esquerda, que chutou cruzado no canto esquerdo do goleiro Lindner, marcando o seu décimo gol, em 17 jogos pela seleção brasileira.

Após o gol, o Brasil continuou trabalhando a bola até o árbitro encerrar o primeiro tempo. Nesta etapa do jogo, houve forte marcação dos dois times, principalmente na saída de bolas das duas defesas, além de jogadas de contra ataques.

Segundo Tempo

Com um golaço de Neymar, após uma assistência de Willian, o Brasil faz 2 x 0 contra a Áustria, em Viena. Na jogada, o craque brasileiro deixou o zagueiro Dragovic no chão antes de chutar para o gol sem que o goleiro Lindner nada pudesse fazer. Foi o gol de número 55 de Neymar pela seleção, se aproximando ainda mais de marca de Romário, que tem 56 gols, segundo a contagem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Philippe Coutinho faz o terceiro gol após assistência de Roberto Firmino, relembrando a antiga parceria que os dois jogadores fizeram no time do Liverpool, antes de Coutinho se transferir para o Barcelona. Firmino havia entrado em campo poucos minutos antes no lugar de Gabriel Jesus.

A jogada de gol ocorreu pelo lado esquerdo. Coutinho recebeu um passe preciso, foi em direção ao gol e tocou por cima de Lindner, que nada pôde fazer.

A partir, dos 3 X 0, a seleção passou a administrar as jogadas, com toques de bolas, até o árbitro encerrar a partida. A seleção dexou o gramado aplaudida pela torcida presente Happel Stadion, em Viena. 

Ficha do jogo

Áustria: Lindner; Dragovic, Hinteregger, Prödl; Lainer, Alaba, Baumgartlinger, Schöpf (Hierländer); Grillitsch (Zulj), Schalager (Burgstaller), Arnautović. Técnico: Franco Foda.

Brasil: Alisson; Danilo, Thiago Silva (Marquinhos), Miranda e Marcelo (Filipe Luís); Casemiro (Fernandinho), Paulinho e Phillipe Coutinho (Taison); Willian, Gabriel Jesus (Firmino) e Neymar (Douglas Costa). Técnico: Tite.

Local: estádio Ernst Happel, em Viena, na Áustria. 
Árbitro: Viktor Kassai (HUN). Assistentes: Oszkar Lemon (HUN) e Zsolt Varga (HUN).

Gols: Gabriel Jesus, aos 35 do primeiro; Neymar, aos 17; Phillipe Coutinho, aos 23 do segundo.

Cartões amarelos: Schöpf e Prödl.

*Com informações da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shareaholic