terça-feira, 22 de maio de 2018

Morre Alberto Dines, ícone do jornalismo brasileiro do século XX

O jornalista Alberto Dines fundou o Observatório da Imprensa em 1994 Foto: Arquivo/TV Brasil

Morreu na manhã desta terça-feira (22) um dos mais importantes nomes do jornalismo brasileiro no século XX. O jornalista Alberto Dines morreu aos 86 anos. Ele estava internado há dez dias no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

O jornalista pegou uma gripe, que se agravou e virou pneumonia. Dines sofria com a deficiência respiratória e não resistiu. O velório deve ocorrer em São Paulo, cidade em que o profissional vivia.
Carreira

Alberto Dines iniciou a carreira como crítico de cinema da revista "A Cena Muda", em 1952. Entre os anos 60 e 70 passou por publicações como "Visão", "Manchete”, "Última Hora" e "Tribuna da Imprensa". Dirigiu o "Diário da Noite", de Assis Chateaubriand e foi editor-chefe do "Jornal do Brasil".

Depois de passagem pelos Estados Unidos, assumiu a chefia da sucursal da "Folha de S. Paulo", do qual saiu em 1980 para colaborar no semanário "O Pasquim". Foi ainda diretor-editorial-adjunto da Editora Abril.

Em 1994, criou em Portugal o "Observatório da Imprensa". No ano seguinte, lançou a versão eletrônica do projeto de crítica e debate sobre o jornalismo contemporâneo, que teve edição na TV Educativa.

O jornalista Alberto Dines deixa esposa e quatro filhos.


Da Rádio Jornal do Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shareaholic