quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Eleições 2016 – Cobertura completa!

“Sou um homem limpo e vou continuar com essas mãos limpas dentro da prefeitura”, Fernando Aragão (PTB)


Fotos: Thonny Hill

Finalizando a segunda rodada de entrevistas com os candidatos a prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, na Rádio Polo FM, o principal candidato de oposição, Fernando Aragão (PTB), falou, na manhã desta quinta-feira (22), um pouco mais sobre suas propostas que fazem parte do seu plano de governo, para uma possível gestão a partir de 2017.

Além disso, o candidato fez uma avaliação de sua campanha, até o momento, participação no debate promovido pela emissora, recepção nas ruas da cidade e apoios adquiridos.

A ordem para as entrevistas foi definida após sorteio, em que estiveram presentes representantes da coligações.

Confira os principais pontos:

“Campanha em crescimento”


Para o candidato petebista a campanha segue um processo de crescimento, onde enfatiza que a população percebeu e aceita suas propostas.

“Começamos a caminhada e só foi crescimento. Desde o início a cada momento, cada evento que produzimos, foi aumentando o desejo e a alegria do povo que entendeu nossa mensagem e querem, de fato, uma mudança e isso contagiou todas as pessoas”

Fernando Aragão nega que tenha uma campanha simplesmente de ataques e acusações. Afirma que em todos as atividades demonstrou propostas e projetos possíveis que, de acordo com ele, foram copiados pelo candidato Edson Vieira (PSDB).

“Acredito que a gente tem que informar o que está sendo maquiado nessa cidade, as pessoas precisam saber de tudo que está acontecendo”, disse e completou mais à frente “Não posso ir para campanha sem mostrar o que o candidato fez durante esses 4 anos […] Mas em todas as coisas que fiz, sempre mostrei propostas e vou continuar mostrando. Coisas que ele passou quatro anos sem fazer”

“O candidato sou eu”


Mesmo reconhecendo indiferenças entre alguns dos seus apoiadores, o candidato enfatiza que isso em nada tem lhe prejudicado. Ele garante que tem tirado ‘o que tem de melhor em cada um dos seus aliados’.

Nos bastidores, é discutido que as relações políticas do ex-deputado federal José Augusto Maia (PTN) com o vereador Galego de Mourinha (PTB), Eduardo da Fonte (PP)e Dimas Dantas (PP), não estão das melhores. Algumas ficaram mais evidente durante o período que antecedeu a campanha.

“Vejo que a candidatura de Fernando abrangeu a todos. As indiferenças deles não fazem parte do nosso palanque. Isso entre pessoas sempre vai existir, mas o que quero é a parte boa de todos, as diferenças temos que passar por cima”, falou.

Quanto à estrutura de campanha, Fernando afirma que tem feito dentro dos ‘limites’ e que não extrapolou. De acordo com ele, não foi possível fazer material de campanha com aliados como Zé Augusto (PMN), Ricardo Teobaldo (PMN), Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB).

“Independentemente de usar a imagem de quem quer que seja, que é importante, mas o candidato sou eu. Eu e Cleiton estamos levando nossa mensagem, e mostrando aos indecisos que nós vamos fazer essa mudança para Santa Cruz do Capibaribe”, disse.



“Cristão que é cristão…”

Questionado se apoios de políticos com indícios de atividade fraudulentas não comprometeria seu discurso de ‘mãos limpas’ e de uma campanha ‘sem corrupção’, a exemplo do deputado Federal Eduardo da Fonte, investigado na Operação Lava Jato, Fernando rebate que não.

“De maneira alguma. As pessoas conhecem Fernando há 30 anos na vida pública. 30 anos de seriedade, honestidade, trabalho em Santa Cruz do Capibaribe. Os apoios são momentâneos e é preciso se analisar cada um deles. Tenho dito que vou aproveitar o que tem de melhor em cada um”, diz.

Como pontos de qualidade para o parlamentar progressista, Fernando cita as emendas que foram utilizadas na cidade.

“Não se pode contestar a importância das emendas parlamentes que Da Fonte botou para Santa Cruz do Capibaribe. Se hoje tem tanto calçamento, tanta pavimentação, digo sem medo de errar, 80% é de Da Fonte, a UPA é Eduardo da Fonte, e por que um homem desse não pode vim aqui?” questiona e completa “Ele foi citado (na Lava Jato) mas ainda não foi nem convocado para se explicar. A investigação não quer dizer que seja um homem condenado, e se for, problema dele que vai pagar”.

Fernando ainda afirma que o caso é diferente do evento envolvendo o candidato à reeleição, Edson Vieira, com a empresa KMC Locadora.

“Não foi eu que bloqueei os bens de Edson, foi o juiz. Quantos prefeito em Pernambuco teve os bens bloqueados? Não tem. A gravidade é grande e o que é pior, o presidente da firma KMC foi preso, o sócio foi preso, na Paraíba foi deposto 3 prefeitos envolvidos nisso. É diferente”.


Propostas: Segurança, educação e saúde

Entre os seus projetos o candidato cita o “Segurança Total” que, de acordo com ele, foi copiado por Edson. O programa consiste no pagamento de horas extras para policiais em folga no Estado, para reforçar a segurança local.

“O meu adversário deixou para fazer o programa dele depois do meu, para dizer que vai trazer segurança. Ele passou quatro anos e não fez, deixou o povo sem direito de fazer nada, sem direito de ir às ruas”.

Segundo ele, a idealização foi montada em conjunto com coronel Vareda, que já integrou o corpo de segurança local.

“O povo quer ver a cidade com segurança, não promessas por quem não fez durante 4 anos”, criticou.

Já nos planos para educação, garante quatro escolas de tempo integral. As unidades serão construídas ou adaptadas de escolas já existentes.

“Escolas que ele também me copiou, por que viu no meu plano. Vou fazer 4 escolas de tempo integral, por que nós temos condições com pessoas em Brasília, para isso” diz citando ajuda dos deputados federais Ricardo Teobaldo e Eduardo da Fonte e os senadores Armando Monteiro e Humberto Costa. “Trazer recursos necessários para fazer quatro escolas ou modificar duas das que já temos. Mas saber que a mãe e o pai vai poder trabalhar e saber que seus filhos estão em um local de qualidade, com merenda de qualidade, por que os recursos existem”.

Nos últimos 16 anos, a cidade construiu apenas quatro escolas, para Fernando é possível fazer algo semelhante em apenas uma gestão.

Já na saúde, classifica como ‘vergonha’ precisar, por vezes, se dirigir a cidade de Caruaru ou Taquaritinga do Norte, para uso de um Raio X.

Uma ampliação com diversas especialidades, entre elas ortopédica, está inclusa em seus planos. Além disso, promete uma unidade específica para a saúde da mulher e um sistema informatizado para consultas e entrega de medicamentos, entre outras coisas.

“Vamos fazer isso na hora que economizarmos. Onde tá sendo abusivo alugueis, contratação de carros e despesa com pessoal”, disse voltando a criticar o número, considerado por ele muito alto, de funcionários na máquina pública.

Foto: Elivaldo Araújo.

Infraestrutura e economia


Para melhoramento da Central de Feiras e Abastecimento, o candidato garante uma cobertura para área. Para ele faltou ‘planejamento’ e visão a longo prazo para obra.

Por fim, para fortalecer economia, o petebista também assegura duas rodadas de negócios com comerciantes do Moda Center Santa Cruz e Calçadão Miguel Arraes. Fernando reclama e diz que, atualmente, não existe um envolvimento do poder público com a questão econômica local.

“O poder público não está participando ativamente da vida industrial de Santa Cruz do Capibaribe. Vamos conversar com Ascap, CDL e Moda Center e realizar duas rodadas de negócios nos meses de ‘março/abril’ e entre julho e agosto que são os meses mais fracos, podemos dizer”, fala e completa em seguida “Rodadas de negócios dentro do Moda Center, onde todos possam participar e mostrar a esses estados que Santa Cruz tem confecções de qualidade, preço bom e que é possível aumentar as vendas”

Ele também enfatizou a importância da divulgação do Polo em estados que por ventura ainda não compram em Santa Cruz.

Confira a entrevista completa:

Fonte: Blog do Ney Lima

Eleições 2016 – Cobertura completa!



Principais grupos políticos de Santa Cruz realizam manhã de movimentações em alguns bairros da cidade

A manhã desta quinta-feira (22) foi de grandes movimentações em relação á política de Santa Cruz do Capibaribe, onde os principais grupos políticos do município realizaram manifestações que contaram com as presenças de diversas pessoas.


Restando apenas 10 dias para as eleições, o candidato Edson Vieira (PSDB) e toda sua comitiva, participaram da gravação de vídeos, logo depois, seguiram para concentração no Mercado de Farinha, onde foi feito um porta a porta nas ruas do bairro São Cristóvão.


Após as visitas, toda comitiva e pessoas promoveram uma Motorreata, que seguiu pelas avenidas e ruas dos bairros Rio Verde, São Cristóvão, Centro da cidade, entre outras. A programação segue a noite com a realização de uma Mala no distrito de Poço Fundo.


Já o candidato Fernando Aragão (PTB) participou de uma entrevista na Rádio Polo FM, onde na oportunidade o mesmo respondeu os questionamentos em relação a campanha, polêmicas e um pouco sobre suas propostas que fazem parte do seu plano de governo.


Após a entrevista, o candidato, toda comitiva e as pessoas realizaram uma passeata e carreata, que seguiram pelas ruas e avenidas dos bairro Nova Santa Cruz, Dona Lica e Bela Vista, entre outras. A programação segue a noite com uma Mala na Vila do Pará.
Fotos enviadas pela Assessorias.

Shareaholic