quinta-feira, 2 de julho de 2015

Sindicato dos Médicos pede interdição da maior maternidade pública do interior

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) apresentou uma denúncia ao Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) e ao Ministério Público de Pernambuco para pedir proteção àqueles que precisam do serviço da Maternidade Jesus Nazareno, em Caruaru, no Agreste do Estado.

Jesus Nazareno é a maior maternidade pública do interior, que está sem diretor médico e sem diretor geral, que pediram exoneração dos cargos após não conseguir manter o quadro de médicos e de enfermeiros, não conseguir substituição dos equipamentos sucateados que são utilizados para cirurgias e estar com salários atrasados.

O Ministério Público tinha dado um prazo até o dia 22 de junho para que a situação fosse normalizada na maternidade. Sem conseguir, o Simepe pedirá a interdição ética do local, que atende pessoas de mais de 40 municípios do Agreste. Segundo o diretor regional do Simepe, Paulo Maciel, o descaso com a maternidade coloca em risco a vida dos pacientes.

Vereadores acompanham governador em visita a cadeia pública


Todos os vereadores de situação de Santa Cruz do Capibaribe estiveram na manhã desta quinta-feira (02), acompanhando o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), na visita que o mesmo fez a cidade para vistoriar a conclusão da cadeia pública do município.

O governador foi recebido pelo prefeito Edson Vieira (PSDB) e Diogo Moraes (PSB), além de vários secretários municipais que estavam na comitiva. Paulo Câmara chegou por volta das 10 horas da manhã, pousando no estacionamento do Moda Center Santa Cruz, o qual foi recepcionado pelas autoridades locais, que imediatamente já se dirigiram para a visita a cadeia que deverá acomodar 186 reeducandos.

O secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho e o secretário executivo de ressocialização, Humberto Inojosa fizeram parte da comitiva do governador.

Idoso é atropelado por ônibus na PE-50

Um idoso foi vítima de atropelamento na tarde dessa quarta-feira (1) na rodovia PE-50, nas imediações da comunidade de Caçimbas, entre Glória do Goitá e Vitória de Santo Antão. O aposentado José Batista da Cruz, de 84 anos, estava dentro de um ônibus e caiu quando desembarcava, sendo atropelado pelo coletivo.

Segundo passageiros, o motorista do coletivo não viu quando o idoso caiu. O condutor do ônibus deve ser indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal do Recife. O caso está sendo investigado pela delegacia de Vitória de Santo Antão.

Após manobra, Câmara aprova nova proposta que reduz maioridade penal para crimes hediondos

Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, em primeiro turno, por 323 votos a 155, emenda que reduz a maioridade penal. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Sob o comando do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em menos de 24 horas a Câmara dos Deputados derrubou a rejeição à redução da maioridade penal e aprovou, em primeiro turno, por 323 a 155 votos e 2 abstenções, no começo da madrugada de dessa quinta-feira (2) uma emenda substitutiva, praticamente idêntica a derrubada nessa quarta-feira (1º), e que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte.

Dos 25 deputados federais de pernambuco, 15 votaram a favor e 10 contra a proposta. A diferença da primeira para a segunda votação foi a mudança de lado de Kaio Maniçoba (PHS). Confira os votos:

Contra a redução da maioridade penal:

Betinho Gomes (PSDB)
Carlos Eduardo Cadoca (PCdoB)
Fernando Coelho Filho (PSB) 
Jarbas Vasconcelos (PMDB) 
João Fernando Coutinho (PSB) 
Luciana Santos (PCdoB) 
Raul Jungmann (PPS) 
Silvio Costa (PSC)
Tadeu Alencar (PSB)
Wolney Queiroz (PDT)

A favor da redução da maioridade penal:

Adalberto Cavalcanti (PTB) 
Anderson Ferreira (PR) 
Augusto Coutinho (SD)
Bruno Araújo (PSDB) 
Daniel Coelho (PSDB) 
Eduardo da Fonte (PP) 
Fernando Monteiro (PP) 
Gonzaga Patriota (PSB) 
Jorge Côrte Real (PTB)
Kaio Maniçoba (PHS) - (mudou o voto)
Marinaldo Rosendo (PSB) 
Mendonça Filho (DEM) 
Pastor Eurico (PSB) 
Ricardo Teobaldo (PTB) 
Zeca Cavalcanti (PTB)

Contrariamente ao que ocorreu na sessão de terça-feira (30), quando o substitutivo do deputado Laerte Bessa (PR-DF) foi derrotado por 5 votos (eram necessários 308 votos para a aprovação, mas a proposta recebeu 303 votos favoráveis), as galerias estavam vazias. Estudantes e integrantes de movimentos sociais tentaram chegar ao local, mas foram impedidos pela segurança da Casa. O PT, PCdoB, PDT, PSB, PPS, PV, PROS se colocaram contrários à aprovação. O PSOL entrou em obstrução.

A emenda aprovada propõe a redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos, nos casos de crimes hediondos (estupro, sequestro, latrocínio, homicídio qualificado e outros), homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. O texto também prevê a construção de estabelecimentos específicos para que os adolescentes cumpram a pena.

Contrário à redução, o peemedebista Darcísio Perondi (PMDB-RS) criticou o argumento usado para aprovar a emenda, de que a redução não valeria para os crimes de tráfico de drogas. "Não é verdade que adolescentes não terão sua maioridade reduzida. A emenda mantém o entendimento de que adolescentes possam ter a idade reduzida por envolvimento com drogas, defendeu, Perondi. A saída é o Estatuto da Criança e do Adolescente. Não adianta vender carne de picanha e oferecer carne de terceira”, disse.

A mesma argumentação foi usada pelo líder do PT, José Guimarães (CE). Segundo ele, o jovem entre 16 e 17 anos acusado de tráfico de drogas poderá ser julgado como adulto mesmo depois da alteração da emenda que reduz a maioridade para 16 anos em crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morta. “Esse é o problema da emenda, diz uma coisa e resulta em outra”.

Liderados pelo PMDB de Cunha, PSDB, DEM, PSD, PR, PTB, PRB e PP votaram pela redução. O deputado Beto Mansur (PRB-SP) defendeu a proposta. Ele disse que a mudança da maioridade penal não anula esforços para melhorar a educação de crianças e adolescentes. “Precismos colocar na cadeia aquele que mata, estupra, tira a vida das pessoas”, disse.

O líder do PMDB, deputado Leonardo Picciani (RJ), afirmou que respeita as posições divergentes do partido, mas vai defender que jovens entre 16 e 17 anos que cometem crimes hediondos sejam julgados e condenados como adultos. “O PMDB vai reafirmar a sua posição. A proposta é equilibrada, ela é restrita e é a resposta que a sociedade anseia não por capricho, mas porque não aguenta mais a impunidade”.

Durante a sessão, os deputados criticaram a atuação de Cunha a quem acusaram de ter manobrado o regimento e colocado novamente em votação uma matéria vencida, o que é proibido pela Constituição de 1988. Eles defendiam que, com a rejeição do substitutivo, o texto original da PEC (que reduzia a maioridade para todos os crimes) deveria ser colocado em votação. Por não ter apoio da maioria, a tendência era que a proposta também fosse derrubada. Entretanto, Cunha, que é defensor da redução, aceitou apresentação de diversas emendas aglutinativas muito semelhante ao derrotado ontem, sem chegar a votar o texto principal. 

"A gente pode fazer uma grande disputa de natureza politica, a gente pode discordar, mas uma coisa sempre foi sagrada: o resultado é válido. Mas com o que está se passando, passamos a avaliar que o nosso voto não vale e a votação de hoje é o simbolo disso", criticou o deputado Glauber Braga (PSB-RJ). “Não é aceitável para ninguém que quem tomou uma derrota na madrugada, de manhã faça uma reposição; acerte com alguns líderes para tentar garantir uma vitória que não existiu há pouquíssimas horas”, disse a líder do PCdoB, Jandira Feghali (RJ).

O texto agora será votado em segundo turno na Câmara e caso seja aprovado seguirá para o Senado. "Tenho que cumprir o regimento e ele diz que temos que esperar cinco sessões. antes de cinco sessões não virá. talvez não venha nesse semestre e fique para o segundo, o que não importa", disse Cunha.

Polícia Federal prendeu ex-diretor internacional da Petrobras na 15ª fase da operação

A Polícia Federal deflagrou a décima quinta fase da Operação Lava Jato, que vai investigar o recebimento de vantagens proibidas no campo da Diretoria Internacional da Petrobras. De acordo com a PF, os investigados vão responder por crimes de corrupção, fraude em licitações, desvio de verbas públicas e lavagem de dinheiro. O ex-diretor da Diretoria Internacional Jorge Zelada já foi preso nesta fase, chamada de Operação Mônaco. Segundo a Polícia Federal, o ex-diretor teria recebido valores indevidos em operações na estatal e fez remessas de dinheiro para a China e transferência de recursos entre a Suíça e Mônaco após o início da Lava Jato. A estimativa é de que foram movimentados 11 milhões de euros. O investigado foi citado por delatores presos nas fases anteriores da operação. A Justiça determinou o bloqueio de até 20 milhões de Reais do ex-diretor. Além de Zelada, o núcleo básico de desvio de verba, segundo investigações da operação, é formado por quatro ex-diretores da Petrobras que já foram presos: Nestor Cerveró, antecessor de Zelada, Renato Duque, da área de Serviços e Engenharia e Paulo Roberto Costa, da área de Refino e Abastecimento. Jorge Zelada vai ser levado para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba e vai ficar à disposição da Justiça Federal.

HOMEM É ENCONTRADO ASSASSINADO AS MARGENS DA BR-232, EM PESQUEIRA

Um homem aparentando 30 anos de idade foi encontrado assassinado na manhã desta quinta-feira (02/07), as margens da BR-232, no município de Pesqueira, Agreste pernambucano.

De acordo com informações da polícia, a vítima foi identificada como sendo, Eudes Pereira de Araújo, morador do bairro Matadouro em Pesqueira. Próximo ao cadáver foram encontradas cápsulas de arma de fogo.

Familiares de Eudes disseram à polícia que ele havia saído de casa durante a tarde de ontem, e não foi mais visto.

A Polícia Civil encaminhou o corpo para o IML de Caruaru.

Policiais prendem mulher envolvida com tráfico de drogas na zona rural de Caruaru


Uma mulher foi presa pela equipe Malhas da Lei e Polícia Militar na Vila Canaã, zona rural de Caruaru, onde a mesma responde a um processo de tráfico de drogas.

A mulher que foi presa pela equipe de policiamento foi identificada por Maria de Fátima da Silva (54 anos), foi informado que há algum tempo o advogado da mesma solicitou junto à justiça, o pedido de prisão domiciliar, mas recentemente a justiça expediu o seu mandado de prisão preventiva e a equipe de policia deu o devido cumprimento.

Participaram da ocorrência o Sargento Albuquerque, os soldados Josemir, João Neto e Miquéias da Polícia Militar, além do Comissário Marcos da equipe Malhas da Lei.

Jovem tem moto tomada de assalto no bairro Santa Tereza na Capital da Moda

Uma jovem teve a sua moto tomada de assalto na noite desta quarta-feira (01) no bairro santa Tereza em Santa Cruz do Capibaribe.

Segundo informações, duas pessoas desconhecidas estavam em uma moto não identificada pela vítima e, ao se aproximaram da mesma, os meliantes anunciaram o assalto e exigiram a moto da jovem.

Ao tomar posse da moto tomada de assalto (CG 125cc, de cor vermelha e placa KLL0339), os meliantes tomaram destino ignorado.

QUASE DUAS MIL TONELADAS DE EXCESSO DE PESO SÃO REGISTRADAS PELA PRF EM 2015

Mais de um milhão de reais em multas foram emitidas este ano.
A fiscalização realizada pela Polícia Rodoviária Federal no primeiro semestre deste ano registrou 1,8 tonelada de excesso de peso, em caminhões e bitrens que circulam pelas rodovias da Região Metropolitana do Recife. Os abusos cometidos pelas empresas de transporte prejudicam o pavimento das vias e aumentam o risco de acidentes envolvendo veículos de carga.
O trabalho desenvolvido pelo Grupo de Fiscalização de Transportes da PRF também emitiu 1.353 autuações por diversas irregularidades, como a falta de documentação e de equipamentos obrigatórios, ausência de escolta de cargas superdimensionadas, notas fiscais adulteradas e até crimes ambientais. Isto representou mais de um milhão de reais em multas para as empresas infratoras.

No total, 1.019 veículos foram fiscalizados e 211 retidos, além de terem sido recolhidos 96 Certificados de Registro de Licenciamento de Veículo(CRLV). Neste ano, já foram realizadas três operações com o apoio de órgãos fiscalizadores e novas ações vem sendo realizadas para coibir estas irregularidades.

Maioria dos deputados federais de Pernambuco votaram a favor da redução da maioridade penal

Se dependesse dos deputados de Pernambuco, a redução da maioridade penal dos 18 para os 16 anos teria sido aprovada. Na votação da madrugada de ontem, 14 dos 25 deputados federais do estado votaram a favor da redução, entre eles, nomes como o líder do DEM na Casa, Mendonça Filho, o pré-candidato à Prefeitura do Recife em 2016 Daniel Coelho e o líder da oposição Bruno Araújo, ambos do PSDB. Parlamentares ligados ao segmento evangélico também se posicionaram a favor da redução, como Anderson Ferreira (PR) e o Pastor Eurico (PSB).

A redução da maioridade penal (PEC 171/93) foi rejeitada pela Câmara dos Deputados no início da madrugada desta quarta-feira. O projeto sugeria a redução da maioridade, dos 18 para os 16 anos, para crimes hediondos. A votação foi apertada. Para a proposta ser aprovada, eram necessários 308 deputados favoráveis, mas o resultado final foi de 303 votos a favor e 184 contra.

Confira como votaram os deputados pernambucanos

A favor da redução

Mendonça Filho (DEM) 
Eduardo da Fonte (PP)
Fernando Monteiro (PP)
Anderson Ferreira (PR)
Gonzaga Patriota (PSB)
Marinaldo Rosendo (PSB)
Pastor Eurico (PSB)
Bruno Araújo (PSDB)
Daniel Coelho (PSDB)
Adalberto Cavalcanti (PTB)
Jorge Côrte Real (PTB)
Ricardo Teobaldo (PTB)
Zeca Cavalcanti (PTB)
Augusto Coutinho (Solidariedade)

Contra a redução

Cadoca (PCdoB)
Luciana Santos (PCdoB)
Wolney Queiroz (PDT)
Kaio Maniçoba (PHS)
Jarbas Vasconcelos (PMDB)
Raul Jungmann (PPS)
Fernando Coelho Filho (PSB)
João Fernando Coutinho (PSB)
Tadeu Alencar (PSB)
Silvio Costa (PSC)
Betinho Gomes (PSDB)

Confira como foi a votação completa clicando aqui!

Vereador de situação detona Cadeia Pública de Santa Cruz do Capibaribe

O vereador Zé Minhoca (PSDB) utilizou a sua rede social para “detonar” a cadeia pública municipal, confira abaixo a nota publicada no facebook do parlamentar.

Não fosse nossa veemente reclamação, surpreendentemente, e bote surpreendente nisso, as ditas "autoridades" da Secretaria da Defesa Social do Estado, teriam inaugurado, ontem, o que eu chamo de "vergonhoso presente" aqui em Santa Cruz, que é o novo Presídio da nossa cidade. Digo vergonhoso, porque tenho absoluta certeza de que, dos cem mil habitantes que somos, nem UM, somente UM, não gostaria de recebê-lo. No mês passado, em contundente discurso na Câmara, chamei a atenção de todos para a aberração que foi a nociva construção dessa mazela, aqui na nossa cidade. Que benefícios trará para Santa Cruz e região? Benefício nenhum. Só problemas. E muitos problemas! A começar pela acomodação habitacional dos familiares dos nossos "novos moradores." E aqui, quero deixar registrado, não ser uma opinião preconceituosa essa leitura que faço, mas apenas quero traduzir a realidade que as "ditas autoridades" fazem questão de não-querer-ver. Inicialmente, serão cinquenta os ressocializantes, e é por esta palavra que devem ser denominados todos, e quem sou eu para tratá-los por marginais, bandidos ou delinquentes ? Pois bem, incomodado com a vinda desses "novos moradores" pra minha cidade, cidade em que nasceram meus antepassados; em que nasceram os antepassados da minha esposa; em que nasceram nossos filhos e em que haverão de nascer os filhos dos nossos filhos, tomei a iniciativa de, através do Parlamento, exigir do Comando Geral da PMPE, pelo menos, um policiamento dirigido especialmente à segurança daquele unidade prisional, no que fui prontamente atendido. A guarda do Presídio, não será retirada dos poucos e bravos Policiais que trabalham com dedicação nas nossas Ruas. Conquista esta, devido a presteza e colaboração do Dr. Iron Miranda, honrado, diligente e corajoso Promotor Público da nossa Comarca. Foi também, ao Dr. Iron Miranda, que comuniquei o desejo "das autoridades" em inaugurar o nosso nefasto Presídio, mesmo com absurdas falhas estruturais no seu espaço físico, como a colocação de portas frágeis em algumas dependências, e por sinal com algumas já quebradas; a não existência de um corpo da guarda; a não existência de rádios HT para comunicação entre os Policiais nas guaritas, guaritas por sinal, que não oferecem completa segurança, pois possuem visibilidade reduzida e, absurdamente, possuem trancas por fora das suas edificações, dando margem à que revoltosos com um simples ato de tocar no ferrolho, deixe o Policial de serviço encurralado.

O "bendito" Presídio, também não dispõe de refletores externos. Nem de recepção em que funcionários e Policiais de serviço possam identificar visitantes.

Vale lembrar, que em outubro do ano passado, além de comunicar ao Secretário da Defesa Social; ao Comando Geral da PMPE e ao Ministério Público, comuniquei também, às nossas entidades representativas: ASCAP; CDL e Moda Center, através do Requerimento 378/2015, as medidas que almejava. Agora, irmanados outra vez, gostaria de contar com o talento e a inteligência dos nossos valorosos profissionais da imprensa e que esse "presente-de-grego," fosse, no mínimo, reavaliado.

Com fotos captadas hoje pela manhã/tarde, para que todos tomem ciência e ajudem como puderem. 

Treze cidades de Pernambuco mudam oficialmente de tamanho


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou a atualização da cartografia dos municípios brasileiros, o que modificou o formato e a contabilização da população de um total de 13 municípios pernambucanos. Ao todo, 206 cidades foram alteradas em 11 estados - a maior parte delas no estado da Bahia.

Segundo o órgão, a mudança já foi contabilizada na estimativa populacional de 2014, levando em conta as legislações estaduais e ajustes cartográficos requeridos por pedidos encaminhados no período de maio de 2013 a abril de 2014. A maior parte das alterações foram realizadas no Nordeste, mas também foram modificados localidades nos estados do Espírito Santo e Minas Gerais (Sudeste), Mato Grosso (Centro-Oeste) e no Rio Grande do Sul (Sul).

Dessa forma, tiveram os limites municipais alterados em Pernambuco: Carpina e Paudalho, na Zona da Mata, Barra de Guabiraba, Itaíba e Bonito, no Agreste, Santa Terezinha e São José do Egito, no Sertão do Pajeú, Inajá e Manari, no Sertão do Moxotó, além de Araripina, Ipubi, Ouricuri e Trindade, no Sertão do Araripe. Todas as alterações foram feitas, inclusive a contabilização de população de certas localidades, que passam a somar habitantes para cidades vizinhas, por exemplo.

Fonte: Diario de Pernambuco

Shareaholic