quarta-feira, 3 de junho de 2015

População denuncia ação de suposto matador de animais em cidade do Cariri

Um caso de violência contra animais causou revolta na população de Monteiro. De acordo com denúncias em veículos de comunicação de Monteiro, moradores da Vila Popular informaram que um cachorro quase foi morto a golpes de faca na noite desta terça (02) para quarta-feira (03).

Segundo testemunhas, este tipo de ação vem sendo registrado com frequência no município. Em pânico e revoltados, os moradores denunciaram que o responsável agrediu o cachorro com várias facadas e tentou degolar o animal. Por sorte, o cachorrinho foi atendido por um veterinário, de nome Jorge, e escapou da morte.

O nome do agressor não foi divulgado. As denúncias dão conta de que o autor é agressivo, já matou outros animais e quando ingere bebida alcóolica atenta contra o pudor até de mulheres.

Os moradores estão indignados com a situação: “Nos sentimos sem nenhuma segurança, a qualquer momento podemos ser as vítimas, e até mesmo nossas crianças”, relatou uma delas.

Há relatos de que o mesmo inclusive já trabalhou como moto taxi e tentou estuprar uma cliente, mas sempre se livra da lei apresentando um atestado de problemas mentais.

O delegado que acompanhou o caso afirmou que é necessária uma denúncia formal de alguma vítima para que seja tomada alguma providencia legal diante dos fatos.

Após denúncia anônima, PM prende homem com 25 papelotes de maconha no Cariri

A Polícia Civil apreendeu na manhã desta quarta-feira (03) uma certa quantidade de maconha e prendeu um homem após realizar uma emboscada no município de Taperoá.

A polícia recebeu uma denúncia anônima de que um homem havia enterrado papelotes de maconha próximo ao Canal do Bairro São José. Os policiais montaram uma espera no local indicado pelo denunciante e assim prendeu em flagrante Joseilton Gouveia Santos, vulgo Tinto, com 25 papelotes de maconha.

A cidade de Taperoá vem passando por um aumento excessivo no consumo e comercialização de drogas, além de assaltos a populares e comércios em plena a luz do dia. As autoridades do município já cobraram do Estado uma intervenção para garantir mais segurança aos taperoaenses.

EX-PRESIDIÁRIO É ASSASSINADO NO BAIRRO SANTA ROSA, EM CARUARU

A polícia registrou o 1º homicídio do mês de junho em Caruaru, o crime ocorreu por volta das 8h40mim da noite desta terça-feira (02), na esquina da Rua Monte Urais com a Rua da Ásia, no bairro Santa Rosa e teve como vítima o ex-presidiário, Adailton Alberto de Oliveira, vulgo “Dedéu” de 25 anos, que morava na Rua Major Miguel Frias, no mesmo bairro onde foi morto.

Segundo o soldado Eudislan, a vítima que estava no regime condicional por ter sido preso por tráfico de droga, estava na esquina, quando dois homens chegaram numa moto preta uma rua antes, foram ao seu encontro a pé e o executaram com vários tiros. “Dedéu” sofreu uma tentativa de homicídio há dois meses, próximo de onde foi assassinado e a polícia está investigando se há ligação entre os dois casos.

A equipe da DEAH (Delegacia Especial de Apuração de Homicídios) foi ao local e iniciou as investigações para tentar elucidar este crime de morte que foi o 85º do ano em Caruaru e o corpo da vítima foi encaminhado para o IML local.

Com informações do blog Adielson Galvão.

Abertura do Festival Biu e Gogó de Quadrilhas de Rua 2015 leva arrastapé para Santa Cruz do Capibaribe


“O mês de junho, vai ser um mês todo de forró para os santa-cruzenses”, com essa frase o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), abriu na noite da última terça-feira (02), na Rua Artur Correia de Araújo, conhecida Rua Quatro, o Festival Biu e Gogó de Quadrilhas de Rua 2015.

Até o dia 19 de junho, o festejo levará a dança e a cultura de quadrilhas juninas para todos os bairros da cidade, e esquentará o clima para o São João da Moda 2015, que acontece de 20 a 29 de junho.

Um expressivo e animado público participou da quadrilha de abertura do evento que levou arrastapé e o ritmo nordestino para a rua em que morava Dona Ivone (in memoriam), grande homenageada do festival.

“É com grande satisfação que toda família recebe essa homenagem para minha mãe, uma pessoa que representou o São João de Santa Cruz do Capibaribe por mais de 18 anos, sempre dançando todas as quadrilhas e mostrando toda sua alegria”, contou Verônica Neves, filha da homenageada.

O prefeito que esteve ao lado da primeira-dama Alessandra Vieira, do gestor de Cultura, Gilberto Geraldo, de vereadores e secretários, falou sobre a homenagem. “Dona Ivone foi uma pessoa amável que vivenciava todas as quadrilhas juninas e que deixou um legado de cultura para Santa Cruz, e nada mais justo do que esta homenagem”, disse Vieira.

Espaço Dona Ivone


Os familiares de Dona Ivone prepararam a casa em que ela morava com um espaço que contou um pouco da história de participação e premiação das quadrilhas juninas, que foi visitado pelas autoridades e toda população. Além do espaço, Clécia Gomes (filha de Dona Ivone), prestou mais uma homenagem se caracterizando com as roupas de quadrilha que sua mãe usava.

Informações da Assessoria.

Shareaholic