terça-feira, 12 de maio de 2015

Vereador morto em Serra Talhada era chefe de quadrilha que praticava homicídios

Com informações de Valéria Oliveira, repórter do JC
Nove armas e diversas munições foram apreendidas na operaçãoFoto: Valéria Oliveira/JC

O vereador Cícero Fernandes da Silva, morto em março deste ano em Serra Talhada, Sertão de Pernambuco, era um dos chefes da quadrilha responsável por praticar homicídios no município. A informação foi repassada pela Polícia Civil, em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (11) para divulgar os detalhes da Operação Paz no Sertão, deflagrada na última quinta (7). Ao todo, quatro pessoas foram presas e outras quatro estão foragidas.
Ainda no dia da operação Paz no Sertão, a polícia divulgou a prisão de Luciano de Souza Soares, Cícero Valdevino da Silva e Georgenes Alves Pereira, todos policiais militares, sendo os primeiros de Pernambuco e o último da Paraíba. Além dos PMs, uma quarta pessoa, identificada como Renato Rodrigues da Silva, foi presa na última quinta-feira. 

Georgenes Pereira foi apontado como mandante da morte de Cição, como era conhecido o vereador, já que o grupo do político teria assassinado o irmão do PM. "O crime foi puramente motivado por vingança. No ano passado houve alguns homicídios, e as pessoas que tiveram parentes mortos por esse grupo criminoso decidiram se unir para matar o principal chefe da organização, que era o vereador", explicou o delegado Guilherme Caraciolo, responsável pelas investigações.

Presente na coletiva de imprensa, o secretário de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, Alessandro Carvalho, afirmou que todos os PMs envolvidos serão punidos.

Nove armas e diversas munições foram apreendidas na operação. Na Paz no Sertão, foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão em solo pernambucano, com a participação de 193 policiais civis e 56 policiais militares. A Polícia Civil espera concluir o inquérito dentro de 60 dias.

INSEGURANÇA - Moradores de Serra Talhada estavam assustados com a onda de homicídios na região, uma vez que, desde janeiro até o fim de abril, nove assassinatos haviam sido registrados na cidade.

Segundo o delegado Francisco Océlio, que compôs a Força Tarefa designada para investigar as mortes, os criminosos intimidavam os moradores com ameaças. "O medo se instaurou em Serra Talhada. Ninguém se propôs a dar depoimento. Nem mesmo as famílias das vítimas deram informações relevantes para a investigação. Muitas pessoas foram ameaçadas por esse grupo", explicou.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) chegou a enviar reforço policial para conter o clima de insegurança gerado na cidade. A sequência de crimes, inclusive, gerou especulações de que haveria uma lista de pessoas "marcadas para morrer" em Serra Talhada, o que foi descartado pela polícia.

Ônibus são assaltados na BR-232, no Agreste pernambucano

Dois ônibus foram assaltados na madrugada desta terça-feira (12) na BR-232, na altura do município de Pesqueira, no Agreste de Pernambuco. Um deles, da empresa Princesa do Agreste, saiu do Crato, no Ceará, com destino ao Recife. O outro, da Progresso, saiu de Triunfo e também vinha para a capital pernambucana.

Segundo o funcionário do setor de tráfego da Princesa do Agreste Luiz Silva, o coletivo da empresa saiu do Ceará às 20h dessa segunda com 25 passageiros. Quando estava próximo à Serra do Mimoso, por volta das 2h30, em Pesqueira, os assaltantes pediram para o motorista parar o veículo e se afastar da pista. "Ele saiu a uma distância de 500 metros. Na hora do assalto, havia 39 passageiros. Eles pediram celulares e dinheiro", relatou.

"Quatro homens encapuzados e fortemente armados entraram no ônibus e pediram para o motorista dirigir até uma estrada de terra, próxima à via. No local, eles passaram de passageiro em passageiro recolhendo dinheiro, celulares e relógios, mas foram muito calmos e não ameaçaram ninguém", contou o jornalista Milton Rocha, que estava no coletivo, em entrevista à Rádio Jornal.

Ainda de acordo com o funcionário da empresa de ônibus, os passageiros preferiram seguir viagem, já que alguns deles estavam com voos marcados. O veículo chegou ao Recife às 6h. "O motorista está descansando agora; ele ficou muito nervoso, em estado de choque", revelou Luiz. A empresa deverá registrar Boletim de Ocorrência nesta terça (12), no posto policial de São Caetano, no Agreste. Os assaltantes conseguiram fugir e ninguém foi preso.

O outro ônibus, da empresa Progresso, foi assaltado também em Pesqueira. O coletivo, que fazia a linha Triunfo-Recife, foi abordado por cinco homens armados, que mandaram o motorista dirigir até um canavial. A polícia foi acionada e, ao chegar no local, trocou tiros com os bandidos, que conseguiram fugir. A professora Rejane Alves dos Santos, 37 anos, foi atingida de raspão na nuca e foi levada para o Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife, mas passa bem. Ela mora em Carnaíba, no Sertão pernambucano, e veio ao Recife para fazer exames.

Detento é decapitado dentro de presídio em Campina Grande

Um detento 27 anos foi decapitado dentro do Presídio Regional do Serrotão, em Campina Grande, na manhã desta terça-feira (12). De acordo com a direção da unidade prisional, um outro preso se apresentou como responsável pela morte, entregou a cabeça da vítima e a faca que supostamente foi usada no crime.

O homicídio foi registrado por volta das 8h30. Conforme informações da direção, os detentos arrastaram o corpo do preso para fora da cela quando foi liberado o banho de sol e entregueram a cabeça a agentes que estavam no pavilhão três.

O preso que se entregou disse a agentes penitenciários que matou o detento para se vingar, pois a vítima teria matado seu irmão queimado no ano de 2007. Até as 11h45, o corpo dele permanecia no presídio enquanto era feita a perícia no local. O caso será investigado pela.

HOMICÍDIO EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE AGRESTE DE -PE

O município de Santa Cruz do Capibaribe registrou um homicídio na noite desta segunda-feira (11). O crime aconteceu às margens da PE-160, entre a antiga Usina de Beneficiamento do Leite e a nova delegacia de polícia localizadas nas proximidades da rodovia citada.

Segundo informações, a vítima identificada por José Adriano de Lima (31 anos) recebeu dois disparos de arma de fogo, sendo um no rosto e outro no pescoço.

Na oportunidade, a vítima estava em uma moto se direcionando até o Parque Florestal na Capital da Moda para participar de uma reunião e, se encontrava com a sua esposa na garupa, onde uma pessoa desconhecida saiu de um esconderijo e efetuou os disparos contra a vítima.

Neste momento, a esposa de Adriano ao perceber os disparos, jogou um capacete contra o algoz para tentar evitar a ação, onde o meliante revidou atirando diversas vezes contra a mulher, porém a mesma conseguiu se esconder em um matagal.

Adriano não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. O mesmo já havia cumprido pena em Pesqueira, acusado de assassinar uma pessoa em São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus, porém atualmente estava trabalhando como mototaxista e vigilante na antiga Usina de Leite. 

Shareaholic