segunda-feira, 13 de abril de 2015

EXCLUSIVO

Diogo Moraes e Dimas Dantas receberam doações de empreiteiras investigadas pela Lava Jato

Consultas feitas no site do TSE constam que na prestação de contas dos candidatos, que disputaram o cargo para deputado estadual em 2014, o recebimento de recursos financeiros para campanha, de empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato.

Na prestação de contas do deputado estadual Diogo Moraes aparece doação no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) da Construtora Queiroz Galvão S/A e de R$ 100.000,00 (Cem mil reais) da Construtora Norberto Odebrecht.

Enquanto que na prestação de contas do então candidato Dimas Dantas aparece a doação de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) da Queiroz Galvão.

Presidente de torcida organizada em Santa Cruz do Capibaribe para na delegacia com arma de fogo

Fotos: Blog do Jota Lídio.

No último domingo (12), policiais militares tiraram mais uma arma e circulação das ruas de Santa Cruz do Capibaribe.

De acordo com as informações que foram reveladas pela polícia, Igor Enrique de Souza Lima (28 anos) foi preso na Rua Cabo Otávio Aragão, bairro Centro.

Denúncias anônimas apontaram que ele estaria com uma de fogo e, após ser feita a abordagem, foi constatada a veracidade das informações, onde um revolver calibre 38 com seis munições intactas foi apreendido.
.
O caso foi conduzido até a delegacia do município, sendo arbitrado o flagrante por porte ilegal de arma.

Igor é o atual presidente da Torcida Fúria Jovem, que apoia o time do Ypiranga durante os jogos.

Acompanhado por policiais federais, Pedro Corrêa é levado para prestar depoimento em Curitiba


O político, que cumpre pena processo conhecido como mensalão, embarcou em um voo comercial por volta das 5h30 e decolou cerca de 45 minutos depois. Pedro Corrêa foi acompanhado por três policiais federais e vai fazer escala no Rio de Janeiro antes de chegar à Curitiba. Um forte esquema de segurança foi montado no Aeroporto Internacional do Recife, mas não ouve tumulto.

Na operação lava jato, Pedro Corrêa é suspeito de receber verbas desviadas da Petrobras em contas da nora, ex-assessores e de um funcionário. O ex-deputado federal e ex-presidente do Partido Progressista (PP) cumpre pena de sete anos e dois meses pelo crime de corrupção.

Ele foi transferido da unidade prisional de Canhotinho, no Agreste Pernambucano, para o Cotel, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, no final da tarde desse domingo. Aos 67 anos, o pernambucano, que é médico de profissão, sofre de diabetes e é hipertenso.

Em Curitiba, o ex-deputado Federal Pedro Corrêa vai prestar depoimento ao juiz da Operação Lava Jato Sérgio Moro. O advogado do pernambucano, Michel Saliba divulgou nota onde nega o interesse no acordo de delação premiada.
O repórter fotográfico Guga Matos acompanhou a chegada de Pedro Corrêa ao Aeroporto Internacional dos Guararapes ainda durante a madrugada. Foto: Guga Matos/Intagran JC Imagem

O primo do ex-parlamentar é juiz aposentado e diz conhecer detalhes do mandado de prisão autorizado pelo Supremo Tribunal Federal. Em entrevista exclusiva à Rádio Jornal, Clóvis Corrêa insiste na tese de que Pedro deve abrir o verbo e contar tudo o que sabe sobre o episódio.

Ainda repercute cobrança de estudante ao governador

Marília Letícia - A menina que encarou o governador de Pernambuco
Vídeo da Santa Cruz Web TV

Shareaholic