sábado, 28 de junho de 2014

Vereadores santacruzenses participam de congresso da UVP

Entre os dias 26 e 28 de junho, a União dos Vereadores de Pernambuco (UVP) promove no município de Caruaru mais um congresso estadual para vereadores e servidores de câmaras e prefeituras municipais. O poder legislativo e as políticas públicas de desenvolvimento social, o papel fiscalizador do vereador na aplicação de verbas públicas, foram alguns dos temas debatidos.

A Câmara de Santa Cruz do Capibaribe participou efetivamente do Congresso, representada pelos vereadores Junior Gomes (PSB), Zezin Buxin (PSDB), Narah (PSB), Zé Minhoca (PSDB), Fernando Aragão (PROS), Ernesto Maia (PSL) Helinho Aragão (PTB), Carlinhos da COHAB (PSL), Dida de Nan (PSDB), Ronaldo Pacas (PSDC), Galego de Mourinha (PTB), Zé Elias (PTB), Pipoca (PMN) e Deomedes Brito (PT).

A UVP sempre procura promover a capacitação, e trazer ao debate temas de interesse da classe, esse ano de eleições a entidade abriu espaço para os pré-candidatos ao senado João Paulo (PT) e Fernando Bezerra (PSB) e ao governo do estado Armando Monteiro (PTB) e Paulo Câmara (PSB).

O presidente da Câmara de Santa Cruz Junior Gomes avaliou positivamente os debates e discussões ocorridos no evento. “É muito importante ouvir experiências de outras Câmaras e levar para a nossa os bons exemplos. E numa prova que a UVP é suprapartidária os pré-candidatos ao senado e ao governo do estado puderam expor suas ideias para os vereadores, isso é democracia”, concluiu.

Informações da Assessoria .

5ª Edição

C  U  R  I  O  S  I  D  A  D  E
_____________________________________________________

HISTÓRIA DO WHISKY

Continuação - História do Whisky:

Em 1924, existiam apenas 84 destilarias em produção, visto que, em 1899, existiam 161, se levarmos em consideração os números, o declínio é enorme. Em 1933, apenas duas destilarias de whisky de malte estavam em pleno funcionamento. E durante a Segunda Guerra Mundial, e até 1945 a produção para outra vez, a indústria escocesa de whisky havia sofrido 45 anos de declínio em virtude de três guerras, a Lei Seca nos EUA, movimento antialcoólico, taxação e legislação contraria. A partir daí, as coisas tiveram que ser modificadas, pior não poderia ficar.

Os anos 1960 foram considerados pela industria do whisky como a época de construção, expansão e consolidação no setor. Muitas das destilarias existentes se programaram e reabriram, outras foram reconstruídas, ampliadas ou modernizadas. Em 1958, as destilarias Tormore e Glen Keith deram o pontapé inicial, foram os destaques, depois de quase 60 anos. O foco maior dessas destilarias foram a maltagem de cevada, maturação, blending e engarrafamento que foram centralizados para uma maior qualidade do produto. O destaque dessas indústrias foi o departamento de marketing que trabalharam com uma maior eficiência.

A United Distillers, agora Diageo, adquiriu uma gama de mais de 60 destilarias, embora obrigada a manter várias paradas, usando esse tempo para maturar outros estoques. Já outras grandes destilarias passaram às mãos de novos donos, outras foram fundidas em grupo, algumas adquiridas por grandes empresas da época tais como a Pernod Ricard, Edrington Group, Bacardi e Suntory. 

Com a modernização do setor, algumas funções tradicionais e especializadas, como a de mestre de alambique e de maltster, foram extintas devido a automação, mecanização e o desenvolvimento de equipes passando a ter habilidades múltiplas que por sua vez, reduziram a mão de obra. Alguns diretores da William Grant & Sons, com receio de ficarem na independência das grandes multinacionais, que adquiriram algumas destilarias decidiram, nos anos 1960, separar parte de seu estoque para ser vendido internacionalmente como um whisky de single malt. Alguns empresários achavam que o futuro estava nos blends, mas, felizmente, a Grant não voltou atrás em sua decisão. Essa decisão levou ao revigoramento dos singles maltes, que, ao longo de duas décadas, aumentaram em popularidade.

No ano de 1975, a Scotch Malt Whisky Society foi criada por um grupo de entusiastas, que pensando em melhorar a qualidade adquiriram coletivamente, tonéis individuais e passaram a engarrafá-los para uso próprio. Tornar-se membro da Sociedade passou a ser o alvo principal dos empresários de whisky, porque era algo que dava a oportunidade de se experimentar a mais ampla variedade de sabores de whisky de malte, desde os idiossincráticos até os grandiosos. A Scotch Malt Whisky Society – Sociedade Escocesa de Whisky de Malte - sempre se preocupou em promover a melhor degustação, oferecendo a melhor seleção de whiskies de malte, considerados donos de excelência em sabor.

-Tino Lopes
Administrador de empresas
Relações Públicas
MBA em Pessoas e Finanças
Pós-Graduado em Gestão Pública
Extensão em Arranjos Produtivos na Área de Confecções
Comunicador de Rádio
Pesquisador

Próxima edição: Regiões do Whisky

Paulo Câmara defende o fortalecimento dos municípios em congresso da UVP

A parceria com os municípios, política adotada pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB), é uma das prioridades do pré-candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB). Nesta sexta-feira (27), o socialista afirmou que, se eleito, não apenas dará continuidade a esta política, mas ampliará essa realidade. ”É importante que os vereadores tenham assento nos diversos conselhos que norteiam as políticas públicas”, defendeu, durante fala na abertura do Congresso Estadual da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). A entidade participa hoje do Conselho Estadual de Desenvolvimento Social. Câmara pediu o apoio dos vereadores não apenas neste período de eleição, mas para ajudá-lo em seu governo. “Não dá para saber de tudo o que acontece nos municípios lá do Palácio. Vocês é que estão mais próximos do dia-a-dia da população, dos problemas locais”, explicou o socialista.

“O FEM (Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios) é um dos resultados dessa parceria que Eduardo estabeleceu e que nós vamos continuar. Ele permite um repasse desburocratizado, porém com controle, para que o prefeito aplique naquela necessidade imediata. Isso trouxe mais reformas de hospitais, de creches, minissistemas de abastecimento de água, calçamento de ruas e outros benefícios”, exemplificou Câmara, lembrando sua proposta de tornar o repasse do FEM uma política de Estado, ou seja, permanente. O socialista foi ao evento acompanhado dos candidatos a vice, Raul Henry (PMDB), e ao Senado, Fernando Bezerra Coelho (PSB).

O socialista ainda destacou a “política perversa” de concentração de renda praticada pelo Governo Federal. “Em 1990, 80% do que era arrecadado no Brasil ia para estados e municípios. Hoje, esse percentual é de apenas 44%. A União, que participava com também 80% do que era aplicado na Saúde, hoje é responsável por pouco mais de 40%. Essa coisa da concentração dos recursos era utilizada pelos regimes ditatoriais para minar as forças das unidades da federação. Em uma democracia, isto é inadmissível”, lamentou. Câmara ressaltou que a revisão do Pacto Federativo é uma das bandeiras de Eduardo Campos em sua campanha pela Presidência da República.

MAROCAS – Em Belo Jardim, na manhã desta sexta-feira (27), Paulo Câmara visitou o café da manhã que marca a abertura da tradicional Festa das Marocas. “Fui convidado pelo prefeito João Mendonça (PSD) e fiquei muito feliz de encontrar aqui na rua uma festa tão bonita, com pessoas tão alegres. Se Deus quiser, ano que vem estarei de volta, desta vez com o governador”, afirmou o socialista.

“Pudemos ver aqui aquela que talvez seja a maior característica de Paulo: a simplicidade. Além da experiência comprovada na gestão pública e a capacidade de agregar, ele é uma essa que sabe escutar, tanto a classe política quanto o eleitor”, avaliou João Mendonça.

Ainda em Belo Jardim, Câmara recebeu apoio do também pessedista Ramiro Inácio, que disputou a eleição para prefeito de Jupi contra a atual gestora, Celina Brito (PDT). “Mesmo sendo uma das forças de oposição no município, resolvemos deixar de lado as disputas locais, pelo bem de Pernambuco e pela continuidade do trabalho do ex-governador Eduardo Campos”, explicou Inácio.

Informações da Assessoria.

A surpresa de Edson no encerramento do São João da Moda 2014

A programação do "São João da Moda 2014" em Santa Cruz do Capibaribe tem atrações em sua programação oficial até este sábado (28), véspera de São Pedro, porém, o prefeito Edson Vieira deverá anunciar neste sábado uma surpresa que, segundo informações obtidas com exclusividade pelo Blog Merece Destaque, seria o show de Gabriel Diniz no domingo (29), no Palco da Moda.

Só que uma polêmica envolvendo o Gabriel Diniz está ganhando muita repercussão negativa nas Redes Sociais. O cantor teria jogado bebida alcoólica no público durante um show na cidade de Sumé na Paraíba, fato que gerou uma revolta de algumas pessoas e o fato vem ganhando destaque na mídia.

Fonte: blog merece destaque




Será que a surpresa de Edson Vieira se confirma e teremos o show de Gabriel Diniz no dia de São Pedro no São João da Moda?
São João da Moda recebe mais de 40 mil pessoas

O São João da Moda, em Santa Cruz do Capibaribe, no agreste, recebeu na noite de sexta (27), mais de 40 mil pessoas segundo estimativas. A banda Aviões do Forró se apresentou para a multidão que compareceu a Avenida 29 de Dezembro. No Palco Forrozão da Moda o som de vaquejada predominou e no Multicultural a noite foi de Louvor Gospel.

“Uma noite memorável, onde o povo de Santa Cruz e cidades vizinhas compareceram em massa e lotaram a Avenida 29 de Dezembro para brincar na paz. Estou feliz, porque a população abraçou o São João da Moda e tem feito de nossa festa a melhor da região”, falou o prefeito Edson Vieira.

Além da banda Aviões do Forró se apresentaram no palco da Moda 100% Forró e Forró da Fama. No palco do Forrozão da Moda as bandas Bidinga do Acordeon, Forró Sideral e Dida de Nan animaram o público, já no palco Multicultural a noite foi de Louvor Gospel com apresentações d Irmão Neném, Sandro Chaves e Banda, Jeysiel e Som de Muitas Águas.

A comerciante Silvana Nascimento, falou que o São da Moda se diferencia dos demais eventos juninos por proporcionar varias opções a quem busca se divertir. “Eu acho assim, ter varias opções possibilita cada um procurar o que gosta, a gente se diverte mais tendo varias opções”.

“É um momento muito importante para nossa cidade, reconheço a iniciativa da prefeitura como sendo boa, porque é um momento festivo, mas pode ser usado para adorar o rei dos reis, foi uma noite adorável, espero que esta noite Gospel se torne tradicional no São João”, disse Yasmina Monise, membro da Igreja Congregacional.

O cantor Gospel Sandro Chaves falou de sua alegria e agradeceu a prefeitura pelo espaço para os evangélicos louvarem a Deus. “Pra mim é um momento de muita alegria, pois através dessa iniciativa da prefeitura estamos recebendo um espaço para louvar a Deus fora dos padrões normais. O mais importante nesta noite é louvar e quem sabe tocar um coração de alguém que esteja passando e receba através de nós o carinho de Deus”.

Informações da Assessoria.

Armando e João Paulo ressaltam papel dos vereadores no Congresso da UVP

O senador Armando Monteiro (PTB), pré-candidato ao governo do Estado, e o deputado federal João Paulo (PT), que busca uma vaga no Senado, estiveram nesta sexta-feira (27) em Caruaru, palco da convenção que vai homologar a chapa “Pernambuco Vai Mais Longe”, no próximo domingo (29). Armando e João Paulo prestigiaram o Congresso Estadual da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), onde ressaltaram a figura do parlamentar municipal. Na opinião de ambos, o vereador desempenha função essencial no sistema político, justamente por ser a peça mais próxima da população.

“O vereador tem um papel insubstituível, é o mais legítimo instrumento da representação política. É quem tem mais proximidade com o eleitor”, destacou o senador, que tem o deputado federal Paulo Rubem Santiago (PDT) como companheiro de chapa. “Quanto mais distante, menos próximos ficam os laços com a população”, reforçou.
Armando lembrou que, em 1998, quando se elegeu para o primeiro dos seus três mandatos de deputado federal, construiu sua rede de apoio por meio dos vereadores que lhe deram suporte. “Foi essencial para que eu pudesse entender melhor o processo”
;
Já João Paulo recordou dos seus tempos de vereador do Recife – o ex-prefeito foi o primeiro parlamentar municipal do PT na capital, eleito em 1988. “Quando há qualquer problema, é na porta do vereador que as pessoas batem. Então, como prefeito, sabia das dificuldades dos vereadores”, afirmou, pedindo que os vereadores o procurem quando ele for eleito senador. “Podem contar comigo para fazer a ponte com o governo federal e com o companheiro Armando”, disse o petista.

ALIADOS – Tanto Armando como João Paulo enfatizaram a relação que têm com a presidente Dilma Rousseff e com o ex-presidente Lula. “Nós vamos reeleger a presidente Dilma. E queria dizer que ela e Lula não são nossos padrinhos: eles são nossos aliados. Eu e João Paulo sabemos andar com as nossas próprias pernas, não precisamos de padrinhos”, salientou Armando Monteiro, elencando as obras federais no Estado, com ênfase para as de infra-estrutura.

Ao mesmo tempo, Armando afirmou que vai dar segmento aos projetos implantados no Estado, mas destacou que suas prioridades para assegurar o desenvolvimento de Pernambuco são a educação e a infraestrurura. “Não podemos ostentar índices que nos constrangem, como o vigésimo-segundo lugar no Ideb. Pernambuco precisa de uma revolução na educação”, disparou, para depois falar sobre os investimentos em rodovias e na conclusão de obras hídricas.

“Assim como as BRs 101, 104 e 408, que foram duplicadas, vamos trabalhar na duplicação das rodovias 423, entre São Caetano e Garanhuns, e na extensão da 232 até Arcoverde. E, se depender do meu empenho, levar a duplicação até Salgueiro”, reforçou o senador, diante de uma plateia de cerca de 400 vereadores. O evento também contou com a participação do futuro senador, Douglas Cintra (PTB), de Caruaru.Informações da Assessoria.

Shareaholic