quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Cara a cara

Narah Leandro e Ernesto Maia debatem sobre primeiro Fórum de Segurança Pública em Santa Cruz do Capibaribe

.
Em entrevistas concedidas ao blog, os vereadores Narah Leandro (PSB) e Ernesto Maia (PSL) estiveram frente a frente e expressaram suas opiniões sobre o primeiro fórum de segurança pública realizado em Santa Cruz do Capibaribe.

Os assuntos abordados foram o resultado do fórum, a cobrança das bancadas pela implantação do Pacto pela Vida Municipal, a falta de efetivo suficiente da guarda municipal e a realidade da insegurança pública vivenciada no município.

Ouça as opiniões e críticas dos vereadores na íntegra, clicando no link a seguir: >>>Cara a cara

Segurança em debate

Fórum sobre segurança pública debate o Pacto Pela Vida municipal


Na manhã desta quarta-feira (27) aconteceu na Câmara de Vereadores, o Fórum Municipal de Segurança Pública para debater as ações voltadas para a segurança em Santa Cruz do Capibaribe.

O prefeito Edson Vieira abriu o Fórum discursando para os presentes e garantiu que a prefeitura está providenciando a reativação das 29 câmeras de monitoramento que estavam desativadas. O prefeito evidenciou, em seu discurso, o baixo número de participantes do evento.

 “Esperava que estivesse este plenário lotado para que a sociedade pudesse participar, e não somente no momento da crítica” disse o prefeito.

O gerente geral de Articulação e Integração da Secretaria Estadual de Defesa Social, Manoel Caetano, apontou a implantação de um gabinete de Gerência Municipal como um dos pontos que podem ajudar no enfrentamento da violência, Segundo Manoel, o gabinete muncipal atuaria na interlocução das Secretarias de Defesa.


Manuel também fez um resumo de ações da SDS no estado, como a realização de palestras preventivas e de conscientização à cerca de desarmamento, incêndios e ações de aproximação da guarda municipal com a secretaria estadual.

O palestrante Eduardo Alencar veio apresentar o Pacto Pela Vida da cidade do Recife, onde segundo ele, alcançou a redução de 12% nos índices de violência da capital.

Eduardo apontou o crack como um dos grandes geradores de violência no país e descreveu os pontos que foram seguidos para a implantação do Pacto Pela Vida Municipal. De acordo com Eduardo Alencar, fizeram uma consulta na cidade do Recife onde as pessoas dispunham de pontos para apontarem os principais problemas na segurança e com isso construir o documento da Política Pública de Segurança.

Outro aspecto é o mapeamento da criminalidade, diagnosticando o perfil dos crimes e dividindo em níveis classificatórios. Com este mapeamento é possível desenvolver estratégias direcionadas de enfrentamento à violência.

Os principais pontos para o fortalecimento do Pacto, apontados pelo palestrante, é a implantação do Centro de Operações e Monitoramento com câmeras, o fortalecimento da Guarda Civil Municipal e a elaboração de políticas públicas para a juventude, sendo considerada uma fase de risco.

“A juventude está cada vez mais exposta, mais propensa a violência e é preciso atuar nesse grupo” pontuou o palestrante.

Alguns membros da sociedade civil indagaram e expuseram as particularidades da violência no município

Shareaholic