terça-feira, 30 de julho de 2013

Poço Fundo celebra sua 3ª Festa do Agricultor Familiar

Corrida de jericos foi uma das atividades realizadas na festa. Fotos: Ascom Prefeitura Municipal.

O Distrito de Poço Fundo vivenciou neste domingo (28), a 3ª Festa do Agricultor Familiar. A festa contou com tendas de Artesanato, Sabão Ecológico, Mudas de Plantas, Coordenadoria da Mulher, Apresentações Culturais, Exposições de Animais, Corrida de Jerico, Cavalgada e Missa do Vaqueiro.

Pela manhã, foram realizadas a feira do agricultor, corrida de Jerico, aboios com Orelha e Leandro Aboiador, exposições de animais e Banda de Pífano.

Animais também foram expostos pelos agricultores.
O prefeito de Santa Cruz Edson Vieira (PSDB), que esteve na localidade ressaltou importância de eventos para o agricultor e da participação da prefeitura no povoado. “Olhando para todos, assim tem sido a nossa forma de governar, com a participação do povo vamos tornar o distrito de Poço Fundo cada vez maior e com a ajudar de todos faremos a festa do agricultor melhor a cada ano”, frisou o prefeito.


Para o agricultor João Inácio de 55 anos, a festa veio em bom momento, tempo de chuva. “Nada melhor para o agricultor que comemorar a sua festa com chuva, a festa é boa, bonita e bem organizada”, declarou.

Para Val Alves, sub-prefeito de Poço Fundo, disse que o movimento foi “um bela festa, e contou com a participação de toda a comunidade, fico muito feliz por ver muitos amigos agricultores e vaqueiros participando da nossa festa e compartilhando da nossa alegria”, disse.
Ao final do evento foi realizada uma Cavalgada em direção a Igreja local,  e depois show com Dida de Nan e Banda.

Almoço de confraternização do evento.

Informações da Assessoria.

Médicos suspendem atividades como denúncia do caos na saúde estadual ao Ministério Público

medicos_inter
Médicos suspendem atividades, mas vão denunciar caos na rede estadual de saúde ao Ministério Público. A paralisação desta vez é por 48 horas e vai envolver profissionais da rede particular.
Os serviços eletivos nos ambulatórios e nas unidades do programa saúde da família estão suspensos neste período. As emergências e urgências e as atividades em quimioterapia, radioterapia, hemoterapia e hemodiálise vão funcionar normalmente.
Os médicos irão ficar atentos, nesta terça-feira (30), para os pacientes que tiverem dificuldades de acesso aos leitos nos hospitais. A iniciativa tem como objetivo denunciar o caos nas redes estadual e municipal de saúde ao Ministério Público.
Amanhã, a categoria promove um mutirão de atendimento gratuito no Memorial de Medicina, no Derby das 8h às 14h. Fernando Cabral, vice presidente do sindicato dos médicos, explica o por quê de protestar contra os profissionais do exterior:

Abelhas atacam moradores do Morro da Ação em Brejo da Madre de Deus

Era por volta das 08h30min desta terça-feira (30) quando o SAMU foi acionado para socorrer vítimas de ataques de abelhas no Morro da Ação em Brejo da Madre de Deus. O idoso Luiz Ferreira da Silva, conhecido por Lula Neguim, 81 anos, residente na Rua Pio José do Nascimento, estava no terreno que fica por trás de sua residência cuidando de alguns amimais, quando um enxame de abelhas o atacou.

Segundo relatos de familiares e populares, Lula Neguim foi encontrado caído no chão com várias picadas de abelhas, com corpo todo inchado e em estado grave. Creuza Ferreira da Silva, filha de Sr. Lula também foi atacada, desesperada ela deitou no meio da rua e ficou rolando agoniada, a cena chocou quem estava passando. Quando o SAMU chegou Creuza estava desmaiada no meio da rua, todos que tentaram ajudar foram picados pelas abelhas.

Ela foi levada junto com seu pai para o hospital local, que por sua vez estava sem médico, chegando o profissional minutos depois. Ainda de acordo com informações da família, após receberem atendimento foram transferidos para o Hospital Regional do Agreste em Caruaru.

Outros moradores do Morro da Ação também foram picados pelas abelhas, houve correria e pânico por parte de algumas pessoas. Um vizinho de Sr. Lula foi bastante atacado, estava com o corpo inchado, apenas tomou banho e se recusou ir ao hospital.

Nina do fabrico foi picada por várias abelhas, e também foi parar no hospital, ela conta que em seu fabrico a correria foi grande.
“Foram muitas abelhas, as meninas estavam costurando e tiveram que sair correndo”, contou Nina que enquanto concedia entrevista, algumas abelhas ainda estavam enroladas em seu cabelo.

Outro que foi atacado pelas abelha foi Diego, socorrista do SAMU que teve que ser atendido no hospital sendo substituído na transferência por outro socorrista, o Gilmar.
Uma equipe do corpo de bombeiros de Caruaru foi acionada, compareceu ao local e rapidamente entrou em ação para afastar o enxame das abelhas e deixar a população daquele bairro mais tranquila, já que ao lado de onde aconteceu o ataque das abelhas, fica a Escola Estadual André Cordeiro que estava tendo aulas, mas ninguém foi atacado na escola.

Essa foi a segunda vez que o Sr. Lula Neguim foi atacado por abelhas, segundo familiares.
 Chegada co corpo de bombeiros ao local 
 Terreno por trás da residência da vítima aonde aconteceram os ataques das abelhas 
 Movimentação em frente ao hospital José Carlos de Santana em Brejo da Madre de Deus
Momento da transferência de Lula Neguim para o Hospital Regional do Agreste em Caruaru

Do Estação Notícias

FIEPE mobiliza empresariado em defesa da terceiriza

INDÚSTRIA MOBILIZA EMPRESARIADO EM DEFESA DA TERCEIRIZAÇÃO


Projeto que irá à votação na CCJ dia 13 é essencial à competitividade das empresas e à proteção do trabalhador
A falta de regulamentação da terceirização,  prática largamente utilizada no país, é um dos grandes problemas das empresas, por gerar enorme insegurança jurídica.  São constantes as ações na Justiça Trabalhista envolvendo a terceirização. Dados da OAB revelam haver cerca de cinco mil processos no Tribunal Superior do Trabalho (TST) à espera de julgamento especificamente sobre terceirização.

O projeto de lei 4330/2004, do deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), que tramita na Câmara dos Deputados há nove anos, resolve o problema. Está em fase final de exame, devendo ser votado no próximo dia 13 de agosto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em caráter terminativo. Se não houver recurso para ser votado em plenário, irá direto da CCJ à análise do Senado.

Em Pernambuco, a Fiepe discute o tema com empresários locais está mobiliza o setor sobre a votação do projeto, que consta da Pauta Mínima da Confederação Nacional da Indústria (CNI), listagem anual de projetos em tramitação no Congresso considerados de alta prioridade pela indústria, devido ao elevado impacto - positivo ou negativo - no ambiente de negócios do país.

A mobilização foi iniciada na semana passada, com um amplo debate sobre o tema, reunindo especialistas na área trabalhista e empresários pernambucanos, na sede da Fiepe, com a presença do presidente do Conselho de Relações do Trabalho e Desenvolvimento Social, Alexandre Furlan.

“Este projeto é essencial à competitividade das empresas e à proteção do trabalhador”, diz Jorge Côrte Real, presidente da Fiepe, ressaltando que a regulamentação da terceirização é um dos pilares do recente documento feito pela CNI (101 Propostas de Modernização da Legislação Trabalhista), listando os principais gargalos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) à competitividade das empresas e as soluções para eliminá-los.

Shareaholic