quarta-feira, 1 de maio de 2013

luto

zito vai com deus meu amigão vc vai ficar com seus amigos patativa do a sare´ e gonzagao
disse: o canto forrozeiro rubiense catanha


Hoje a vaquejada esta de luto o locutor poeta não esta mais entre nós Zito brabosa o zito locutor, o poeta o contador de causos o grande amigo.

tive o prazer de ver o começo da carreira deste ilustre locutor ao lado de meu pai e aprendi com ele que a vaquejada é mais que um esporte é uma cultura.


Zito mudou a cara das vaquejadas e os critérios das mesmas facilitando e abrindo o espaço para que esta festa seja hoje um grande evento.

com uma voz e um sentido de narração incrível zito deixa sua marca em todo o brasil e tenho a certeza que a sua historia sera lembrada por varias gerações.

vai na paz grande guerreiro da voz e da poesia.

LUTO: Morre o poeta das vaquejadas Zito Barbosa


Faleceu na tarde desta quarta-feira (1.º), o poeta e locutor de Vaquejada Zito Barbosa, de 60 anos. O artista lutava contra um câncer. 

A doença foi diagnosticada no estômago. Há cerca de dois anos, Zito passou por uma cirurgia para retirada do tumor e foi submetido à sessões de quimioterapia.

Depois do tratamento ele voltou a ter uma rotina aparentemente normal, chegou até a escrever no ano passado um livreto em cordel contando a sua luta contra a doença. 

Na manhã desta quarta-feira (1.º), o artista deu entrada na emergência do Hospital Municipal de Surubim com dificuldades para respirar. 

Exames realizados na unidade de saúde comprovaram a metástase do câncer para o pulmão. Zito Barbosa faleceu por volta de 13h30.

José Barbosa de Souza, nasceu em 1953 no Sítio Mandurí, zona rural de Santa Maria do Cambucá. Em 1979, começou a carreira como locutor de Vaquejada.

Escreveu vários livros de poesia entre eles, Versos e Prosas, Vaqueiros e Vaquejadas, onde conta um pouco de sua história. 

Desde a década de 80, era o locutor oficial da Missa do Vaqueiro em Serrita. 

Por causa da fama como narrador de Vaquejada, em 1998, foi entrevistado por Jô Soares, no programa Jô Soares Onze e Meia, no SBT.

Como compositor, teve canções gravadas por cantores como Alycmar Monteiro e Cláudio Rios.

Foi homenageado pela dupla Sirano e Sirino na música Boi Carrapeta.

Zito também foi locutor da Rádio Surubim AM. Um dos últimos trabalhos realizados no rádio pelo artista, foi em dezembro de 2012 na Integração FM, quando apresentou durante uma semana, o especial Asa Branca, saudade de um Rei, em homenagem aos 100 anos de Luiz Gonzaga.

O local do velório e o horário do sepultamento ainda não foram divulgados pela família.


Assista alguns momentos da carreira de Zito Barbosa:


Pernambucanos vão as ruas para comemorar o feriado do Dia do Trabalhador


A manhã de sol e as opções de lazer e cultura, levou os moradores do Recife às ruas do centro da cidade, neste feriado de Dia do Trabalho. Os comerciários festejaram a data com uma corrida, que já integra o calendário oficial de competições do tipo. Da Rua da Imperatriz, partiram comerciantes, profissionais liberais e até aqueles que fazem do esporte, o seu trabalho, como o corredor Ubiratan dos Santos. O atleta, como de costume, venceu a competição, na categoria cinco quilômetros.
O uso da ciclofaixa, montada pela Prefeitura do Recife aos domingos e feriados, ganha cada vez mais, a simpatia dos recifenses. Nesta quarta-feira, a Praça do Marco Zero, no Bairro do Recife, virou a apoteose dos ciclistas, com direito à animação de um trio pé de serra e outras atividades culturais.
Os adeptos das bikes, já tem até representatividade. A Associação dos Ciclistas Urbanos da Região Metropolitana do Recife (Ameciclo), montou estande para divulgar serviços de apoio aos praticantes. A ideia, segundo Érico Andrade, um dos coordenadores, é divulgar o uso da bicicleta no Recife, como lazer e como transporte.
Interessados nos serviços de apoio da Ameciclo podem se cadastrar no site www.ameciclo.org. A Prefeitura do Recife também disponibiliza o endereço www.ciclofaixarecife.com.br para serviços voltados para os ciclistas.

MENSAGEM DO LEITO


NESTE DIA QUERIA PARABENIZAR EM ESPECIAL UMA CLASSE DA QUAL UM DIA FIZ PARTE,AS COSTUREIRAS,MULHERES QUE COM MUITO ESFORÇO FAZEM O PROGRESSO DE NOSSA GENTE...NÃO É FÁCIL,MAS É GRATIFICANTEMENTE GUERREIROS E GUERREIRAS DAS MAQUINAS!!!!!!!!!!!

MAIO...


Prefeito Odon Ferreira Parabeniza a todos os Trabalhadores e Trabalhadoras.


Nesse “Dia do Trabalhador a Prefeitura de Toritama parabeniza a todos pelas conquistas obtidas”. A congratulação é do Prefeito Odon Ferreira, em nome da administração municipal, a todas as cidadãs e cidadãos que ajudam no desenvolvimento do Município. Para os servidores públicos municipais, a Prefeitura de Toritama, vem promovendo várias e importantes ações, Contudo dirijo essa mensagem de solidariedade e apoio a todos os trabalhadores e trabalhadoras Toritamenses. A celebração desta data nos sugere, antes de tudo, um agradecimento a Deus pelo ser humano que, com criatividade e sabedoria, constrói o mundo e vive do trabalho de suas mãos.

MENSAGEM DO VEREADOR DIDA DE NAN


No espreguiçar do amanhecer, A aurora abraça o sol, Acordando homens e mulheres,Para os exercícios no arrebol.Todos correm para os campos da vida,Na diversidade de suas diferenças.Com mão no arado, pisam forteExultando suas crenças.Valentes,Erguem em seus braços,Bandeiras ferramentas,No quilate responsabilidade
No uso a função que alenta.Seja caneta, bisturi,enxada ou mesmo um liberal,Não importa o instrumento,Todos trabalham igual.Dignificando o tempo,Marcham ao encontro do promissor,Prosperidade para o amanhã,Recompensa do labor.Abençoadas são as mãos do trabalhador.

BUDEGA NORDESTINA


Trabalho é a atividade que o homem exerce a fim de produzir, criar ou se entreter, fazendo desse o elemento principal para garantir o seu sustento.

Podemos considerar trabalho toda transformação que o homem faz na natureza, a fim de tirar algum benefício dela, como plantar, colher, arar, pesquisar, etc., tendo como elementos principais o objeto, a força de trabalho e as condições ou meios apresentados.

As divisões do trabalho variam de acordo com a capacidade dos trabalhadores em exercê-las, desde as mais simples até as que necessitam de maiores conhecimentos ou produções de especialistas.
Mas ao longo da história, o trabalho apresenta formas de exploração da mão de obra proletária, ou também da força intelectual dos sujeitos, prejudicando suas condições emocionais, bem como sua capacidade produtiva.

Devido à exploração, os trabalhadores passaram a lutar por condições mais dignas no exercício de sua profissão, como a diminuição da jornada de trabalho, horários de descanso, equipamentos de proteção, períodos de férias, dentre outros, que se constituíram como leis trabalhistas e variam de país para país.

Os primeiros países a reconhecer os direitos dos trabalhadores foram França, Inglaterra e Alemanha, mas no final do século XVIII muitos ainda não haviam implantado essas leis.

Em 1º de maio de 1886, houve um movimento da classe trabalhadora americana na Haymarket Square, fazendo uma manifestação, paralisando a produtividade contra a falta de direitos e as condições desumanas de trabalho, diminuição da jornada de trabalho de treze para oito horas, fim do trabalho infantil, etc.

A polícia interveio lançando bombas que acabaram por matar quatro manifestantes e três policiais, fato que levou o Congresso Socialista, realizado em Paris, a escolher o dia como uma homenagem aos trabalhadores, a partir de 1889.

Porém, no Canadá e nos Estados Unidos, o dia do trabalho não é comemorado na mesma data, pois o presidente Grover Cleveland acreditava que seria uma forma de incentivar as greves e os movimentos socialistas, como ocorrera. Para eles, o dia do trabalho é comemorado na primeira segunda-feira do mês de maio.

No Brasil, os direitos trabalhistas surgiram no governo de Getúlio Vargas. Foram concedidos aos trabalhadores: o registro em carteira de trabalho, a jornada de oito horas diárias, férias, décimo terceiro salário, além de o país ter adotado um piso salarial – o salário mínimo.

MENSAGEM DO EMPRESARIO JAIRO DA SOLAR


O trabalho é a busca do alento, Do conforto, da sobrevivência. Vencer obstáculos, buscar o pão, Trabalhar com alegria na divina tarefa diária, Conforta, e alegra, E possibilita a conquista de seu espaço, Abre portas e realiza.
Trabalhar não é sacrifício, não é tortura Pode ser algo prazeroso, Permite toda uma estrutura Profissional, te fazendo brilhar, Ser um vencedor competente e alegre.

Feliz dia do Trabalho!

1º DE MAIO DIA DO TRABALHO


DIA DO TRABALHO - HISTÓRIA


1º de maio - A Revolução Industrial, a partir de meados do século XVIII, modifica as relações de produção e impulsiona o desenvolvimento do capitalismo. No século XIX, intensifica-se a luta por melhores condições de trabalho e de vida. Trabalhadores fazem greves e são reprimidos, às vezes violentamente. 


Mártires de Chicago: Parsons, 
Engel, Spies e Fischer foram 
enforcados, Lingg (ao centro) 
suicidou-se na prisão.


Em um desses movimentos, na cidade de Chicago, EUA, 30 mil pessoas abandonam as fábricas no dia 1º de maio de 1886 e se concentram na Haymarket Square. Reivindicam uma jornada de oito horas de trabalho por dia. A polícia atira: quatro trabalhadores morrem, vários são feridos.

No dia 11 de novembro, Spies, Engel, Fischer e Parsons foram levados para o pátio da prisão e executados. Lingg não estava entre eles, pois se suicidou. Seis anos depois, o governo de Illinois, pressionado pelas ondas de protesto contra a iniqüidade do processo, anulou a sentença e libertou os três sobreviventes.

Em 1888, quando a AFL (Federação Americana do Trabalho) realizou o seu congresso, surgiu a proposta para realizar nova greve geral em 1º de maio de 1890, a fim de se estender a jornada de 8 horas às zonas que ainda não haviam conquistado.

Em homenagem às vítimas, o Congresso Socialista, realizado em Paris em 1889, escolhe o 1º de maio como Dia Internacional do Trabalho.
No Brasil, como não poderia deixar de ser, as comemorações do 1º de maio também estão relacionadas à luta pela redução da jornada de trabalho. A primeira celebração da data de que se tem registro ocorreu em Santos, em 1895, por iniciativa do Centro Socialista, entidade fundada em 1889 por militantes políticos, como Silvério Fontes, Sóter Araújo e Carlos Escobar.

A data foi consolidada como o Dia dos Trabalhadores em 1925, quando o presidente Artur Bernardes baixou um decreto instituindo o 1º de maio como feriado nacional. Desde então, comícios, pequenas passeatas, festas comemorativas, piqueniques, shows, desfiles e apresentações teatrais ocorrem por todo o país.

A luta de hoje, como a luta de sempre, por parte dos trabalhadores, reside em manter todos os direitos constitucionais adquiridos e buscar mais avanços na direção da felicidade do ser humano.

Oração do Trabalhador


Jesus, divino trabalhador e amigo dos trabalhadores volvei Vosso olhar benigno para o mundo do trabalho. Nós Vos apresentamos as necessidades dos que trabalham intelectual, moral ou materialmente. Bem sabeis como são duros os nossos dias cheios de canseira, sofrimento e insídia. Vede as nossas penas físicas, morais e repeti aquele brado de Vosso coraçã: "Tenho dó deste povo". Dai-nos a sabedoria, a virtude e o amor que Vos alentou nas Vossas laboriosas jornadas, inspirai-nos pensamentos de fé, de paz e moderação, de economia, a fim de procurarmos, com o pão de cada dia, os bens espirituais, para transformarmos a face da terra, completando assim a obra da criação que Vós iniciastes. E que Vossa luz nos ilumine a nós na busca de melhores leis sociais e ilumine os legisladores a estabelecer uma sociedade de justiça e amor. Amém!

Shareaholic