quarta-feira, 17 de abril de 2013

Trocou PSD pelo PPS-PMN perde o mandato, diz parecer


 Ducha fria nos que querem deixar o PSD de Kassab para entrar no novo partido de Roberto Freire pode ser a nota de Vera Magalhães, na Folha de S.Paulo de hoje:

''O PSD, de Gilberto Kassab, dispõe de parecer jurídico segundo o qual deputados que se filiarem ao partido resultante da fusão entre PPS e PMN têm de perder os mandatos. Por essa interpretação, a resolução 22.610 do Tribunal Superior Eleitoral diz que a fusão é causa justa para um filiado deixar uma legenda sem sofrer punição, mas não pode ser janela para inflar partidos. Caso seus liderados paguem para ver, Kassab reivindicará os mandatos de imediato e recorrerá ao STF.''

PT acena para Armando encabeçar a chapa em 2014


Mais um ingrediente para alimentar a intensa movimentação em torno da batalha pelo lugar do governador Eduardo Campos, em 2014 é noticada por LEONEL ROCHA, na coluna política da revista ISTOÉ: 

 ''Dirigentes nacionais e estaduais do PT mandaram um recado ao senador Armando Monteiro, do PTB de Pernambuco, de que os petistas aceitam negociar a formação de chapa única das duas legendas com o petebista como candidato ao governo. Nesta configuração, o PT ficaria com o cargo de vice e garantiria o apoio de Monteiro à reeleição da presidente Dilma Rousseff. Armando Monteiro é simpático à candidatura do governador Eduardo Campos ao Palácio do Planalto.''

Candidatura de Eduardo é armação de Lula, diz colunista


 A candidatura do governador Eduardo Campos à Presidência da República seria uma armação do ex-presidente Lula, segundo o colunista Cláudio Humberto, que vem insistindo na tese, com o seguinte argumento: ‘’Chamando-se atenção para Eduardo Campos, um candidato de limitadas chances, falar-se-á menos sobre o nome do PSDB, Aécio Neves, verdadeiro representante da oposição.’’

Para o colunista, em nota na sua coluna, ‘’um dos principais indícios da armação seria a permanência no governo do ministro Fernando Bezerra (Integração), unha e carne com Campos. Candidata à reeleição, a presidenta Dilma não manteria um ministro indicado por Eduardo Campos, sendo ele um rival para valer, em 2014.’’
VERBAS DE LULA AINDA PESAM
‘’Trocando leves alfinetadas, Dilma e Eduardo Campos mantêm as aparências, mas a rigor não se comportam como oponentes. Para petistas, na amizade de Lula com Campos não há margem para traição, após Pernambuco ter sido tão privilegiado com verbas federais. O presidenciável do PSB, Eduardo Campos, pode entrar para a história como o “candidato Viúva Porcina”, aquele que foi sem nunca ter sido, segundo admitiram dirigentes do PT, em off, a esta coluna’’, argumenta ainda o jornalista.
Noticia ainda Cláudio Humberto a visita que Eduardo Campos fez ontem ‘’na surdina’’ a parlamentares da liderança do PSB. ‘’Eduardo Campos entrou e saiu discretamente da reunião, que sequer constava em sua agenda. O motivo do encontro não foi divulgado, mas especula-se que tenha algo a ver com a possível candidatura 'fake' para a Presidência em 2014’’, conclui o jornalista.

Pau: Ciro diz que candidatura de Eduardo é inoportuna


 Expoente da ala 'dilmista' do PSB, o ex-ministro Ciro Gomes diz que a possível candidatura presidencial do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, é 'inoportuna'. Diz ainda Ciro: 'Se meu partido tiver candidato, depois que fizer minhas ponderações, vou acompanhar. Mas vou fazer uma discussão dizendo que a candidatura é inoportuna', disse. O ex-ministro e o irmão Cid, governador do Ceará, defendem, diante das recentes movimentações presidenciais de Eduardo Campos, o apoio do PSB à reeleição de Dilma Rousseff. A presidente, por sua vez, tem feito agrados a Cid em eventos e audiências.

Ele diz que Campos é o mais preparado dos três. 'Mas é zero de ideia.' Afirmou ainda que o governador 'faz um discurso também reacionário quando vai conversar com empresários reacionários de São Paulo'. 'Vamos disputar com a Dilma pela direita?' 
CONVERSA DE MARQUETEIRO
Ciro também critica Campos e o mote que o governador do PSB tem adotado em público. 'Está bom mas podemos fazer melhor? Isso é conversa de marqueteiro. O Brasil precisa de debate profundo de ideias', disse. 'O PSB não tem ideia nenhuma, pelo que eu saiba', disse, ponderando que Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (Rede), outros possíveis candidatos em 2014, também não.
Preterido pela cúpula do PSB nas eleições de 2010, quando o partido, presidido por Campos, preferiu apoiar Dilma, Ciro questiona agora a eventual opção da sigla por candidatura própria em 2014, estando ainda na base aliada. 'Qual a explicação para mudar de posição agora?' . O ex-ministro disputou a Presidência em 1998 e em 2002 (ainda pelo PPS). (Informações da Folha de S.Paulo - Aguirre Talento)

Fundo liberado

Prefeitos que já aprovaram o fundo especial para receber o FPM estadual anunciado pelo governador Eduardo Campos em Gravatá, no final de fevereiro, terão a primeira parcelada depositada no próximo dia 5 de maio. Pelo critério estabelecido, o valor será repassado em quatro parcelas, mas os projetos e as obras devem encaminhados antes à Secretaria de Planejamento.

Sem o dever de casa



A Amupe deve pedir ao Governo a prorrogação do prazo para criação dos fundos municipais. A Secretaria de Planejamento estabeleceu como limite a última segunda-feira, mas até ontem só 130 dos 182 prefeitos conseguiram aprovar o projeto. Sem o aval da Câmara, o município fica impedido de receber os recursos do Tesouro Estadual.

O PSB não deve nada a Dilma', diz Eduardo em Brasília


Eduardo se reuniu ontem com o senador Armando Monteiro e outras lideranças partidárias (ANA LUIZA SOUSA/DIVULGAÇÃO)
DO CORREIO BRAZILIENSE/DP
O provável candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, afirmou ontem, durante almoço com o bloco de senadores do PTB-PR-PPL-PSC, que a presidente Dilma Rousseff e o PT não podem cobrar nenhum tipo de fidelidade do PSB. “O PSB não deve nada a Dilma. Na verdade, ela é nossa devedora. Abrimos mão de uma candidatura competitiva em 2010 (Ciro Gomes) para ajudá-la a se eleger presidente da República”, afirmou Eduardo.


Apesar de todos os presentes no almoço - incluindo dilmistas convictos, como o senador Gim Argello (PTB-DF), e o presidente nacional do PR, senador Alfredo Nascimento (AM) - terem saído do encontro com a certeza de que o socialista será candidato no ano que vem, em nenhum momento Eduardo Campos confirmou a intenção de disputar o Planalto em 2014. O governador de Pernambuco e presidente do PSB disse que apenas está estimulando o “debate” político. “O que estou fazendo é bom para o país, é bom para todo mundo. Estou levantando um debate em torno de problemas nacionais que precisava ser feito”, disse, segundo relato de alguns dos presentes no evento.

Eduardo lembrou que o país tem enfrentado dificuldades para obter crédito no exterior, e que o cenário ficou ainda pior depois que Dilma alterou as regras nos contratos de energia. O governador socialista citou que uma empreiteira tentou levantar R$ 1 bilhão no exterior, mas os investidores negaram, alegando que haviam financiado projetos da Petrobras e das empresas de Eike Batista e que viram o “dinheiro virar pó”. 

Jogo pesado


Na entrevista ao programa Roda Viva, o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, bateu duro no senador e ex-aliado Jarbas Vasconcelos. O classificou de um político decadente, em fim de carreira, que não conseguiu sequer eleger um filho vereador no Recife.

O Brasil está assim

Tudo é normal. Cada um faz o seu e niguém liga mais para nada. No último fim de semana o secretário de Saúde, médico Antônio Figueira, usou os principais meios de comunicação do estado e fez uma denúncia da maior gravidade. Ele escancarou o jogo dos grandes laboratórios contra o estado e o povo. Deixou claro como o poder público está sem força para enfrentar o esquema perverso dos laboratórios.

Projeto do senador Jarabas Vasconcelos tenta tirar da política os fichas meladas, que mesmo condenados pela justiça, preservam os mandatos

Se vingar o projeto de Jarbas, o condenado em processo judicial que tiver mandato eletivo estará automáticamente afastado dele. O problema é que o Senado, as assembleias e até as câmaras de vereadores, estão lotadas de condenados exercendo mandatos. E são eles que pisam em cima para projetos com este que está chegando aí prosperem!

Ministério Público vai fiscalizar hospitais particulares que cobrarem caução


A partir de agora, o Ministério Público vai fiscalizar os hospitais particulares de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, que exigirem cheque caução para atendimento de urgência. A lei federal é de maio do ano passado.
As unidades de saúde terão que colocar uma placa informando que não aceitam esse tipo de pagamento.

Prefeito de Petrolina anuncia reaberura de Agência Reguladora paraslisada há uma semana


A Agência Reguladora do município de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, vai voltar a funcionar com recursos da Prefeitura. A agência estava com as portas fechadas há uma semana por falta de repasse da Compesa.
O prefeito afirmou que o governo municipal vai ficar um compromisso para que os serviços não sejam paralisados.

Rompimento à vista

Quatro dos sete vereadores do grupo de oposição denominado Taboquinha, estão prestes a romper com o Governador Eduardo Campos.

Segundo informação extraoficial, o encontro dos vereadores seria esta semana mais foi adiado atendendo um pedido do líder do Grupo.

Por não ter conseguido a confirmação de todos, o Blog Opinião não revelará os nomes, porém não há dificuldades em saber quem são os vereadores de oposição que estão insatisfeitos e quem são os aliados da cozinha do Governador.

Este rompimento se concretizando, fica ainda mais visível a desarmonia no núcleo Taboquinha.

FONTE: BLOG OPINIÃO

Coisas da net e da política


CASSADO


Mandato do prefeito de Brejo da Madre de Deus é cassado pelo TRE

O Tribunal Regional Eleitoral decidiu agora a pouco cassar o diploma do prefeito de Brejo da Madre de Deus, Dr. Edson de Souza (PTB).

O julgamento havia sido interrompido no dia 11 de abril após pedido de vistas do Desembargador Agenor de Lima Filho. Com a retomada, a Corte decidiu por 3 votos a 2 pela manutenção da sentença da juíza da 54ª Zona Eleitoral, Dra. Maria Adelaide de Abreu, cassando assim os diplomas de Edson de Sousa (PTB) e Clarice Teixeira (PP), respectivamente prefeito e vice eleitos no município.

A acusação recai sobre a utilização de veículos da Prefeitura, ainda na gestão anterior de Edson de Souza, para o transporte de pessoas à festa junina “São Pedro de Seu Pedro”, onde também haviam estandes que exibiam a logomarca da prefeitura. Os advogados alegaram ainda – exibindo, inclusive, um vídeo durante o julgamento – que discursos proferidos durante a festa pediam votos para o candidato. O evento foi realizado em período eleitoral.

O Tribunal ainda vai decidir se quem assume a prefeitura de Brejo é o segundo colocado nas eleições, Roberto Asfora (PSDB), ou se promoverá uma nova eleição na cidade.

Trabalhado Junto com o Povo


O vereador firoca na cidade de jatauba vem desenvolvendo um brilhante trabalha na cidade e na zona rural.Junto com a população jataubense
 

EXEMPLO


Em Passira, vereador pede implantação de bafômetro na Câmara

Alegando que os vereadores de Passira, no Agreste de Pernambuco, precisam tomar uma dose de cana antes das reuniões para assumir determinadas posições, um dos integrantes da câmara pede o teste do bafômetro antes de entrar nos encontros parlamentares.

PM condenado a 19 anos de prisão por morte de juíza


A magistrada Patrícia Acioli foi morta com 21 tiros quando chegava em casa após o trabalho; crime foi planejado depois que a juíza iniciou investigações sobre a corrupção no Batalhão de São Gonçalo
 O policial militar Carlos Adílio Maciel Santos foi condenado a 19 anos e seis meses de prisão por envolvimento no assassinato da juíza Patrícia Acioli(Foto), então com 47 anos, em agosto de 2011, no Rio. A decisão foi tomada, na noite desta terça-feira (16), pelos jurados do 3º Tribunal do Júri de Niterói, na região metropolitana. Santos foi condenado a 15 anos por homicídio doloso (quando há intenção de matar) e quatro anos e seis meses por formação de quadrilha.

Santos estava preso quando o assassinato ocorreu, em agosto de 2011. Ele responde na Auditoria de Justiça Militar pelo desvio de munições do 7º Batalhão da Polícia Militar, em São Gonçalo, região metropolitana.
Patrícia Acioli era responsável pelo Tribunal do Júri de São Gonçalo. Ela foi assassinada com 21 tiros na porta de casa em um condomínio em Piratininga, na região oceânica de Niterói, quando voltava do fórum. A juíza tinha 47 anos de idade e era conhecida por atuar no combate a crimes cometidos por milicianos e policiais. (Da Folha Online)

Prefeito pôs nome de Roseana em escola. Terá de tirar


 O atual prefeito de Matões do Norte, noMaranhão, tem até o próximo dia 8 para rebatizar o centro administrativo e unidade escolar do município, que atualmente leva o nome de “Governadora Roseana Sarney“. A determinação é da comarca de Cantanhede, que julgou a homenagem feita pelo ex-prefeito da cidade, Hilton Amorim Rocha, como um ato de improbidade administrativa e intervenção estadual. Hilton foi nomeado, posteriormente, como assessor especial da Casa Civil do Estado pela governadora Sarney (PMDB-MA) em 2011.
 
A ação pela retirada do nome de Roseana de prédios públicos é de iniciativa popular e tramita desde 2003. Caso o nome do centro administrativo e escola não seja alterado até o início de maio, Matões do Norte deverá pagar uma multa de R$10 mil reais à Justiça. (ÉPOCA - Teresa Perosa)
 

Integração Nacional amplia valor do Bolsa Estiagem



O Ministério da Integração Nacional aumentou, nesta terça-feira (16), o valor do Bolsa Estiagem para os municípios situados na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O valor total do auxílio passou de R$ 720 para R$ 1.520, em parcelas mensais de R$ 80. O benefício será disponibilizado à população afetada enquanto perdurar o período da seca.

A resolução que amplia o benefício está publicada na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União. A área de atuação da Sudene abrange os nove Estados do Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia), municípios do Espírito Santo e da região norte de Minas Gerais, além dos vales do Mucuri e do Jequitinhonha, também no Estado mineiro.

O Bolsa Estiagem repassou, até março deste ano, mais de R$ 595 milhões, beneficiando mais de 880 mil pessoas. O programa assiste agricultores familiares com renda de até dois salários mínimos em municípios em situação de emergência ou calamidade pública. O pagamento é feito mensalmente por meio do cartão do Bolsa Família ou do Cartão Cidadão, da Caixa Econômica Federal.

Shareaholic