quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013


ProJovem adolescente ainda tem vagas para oficinas e cursos profissionalizantes


O programa ProJovem Adolescente, que destina diversas atividades para crianças e adolescentes em situação de risco, afirmou que ainda existem vagas para inscições em oficinas e cursos profissionalizantes.

Segundo o órgão, as vagas são para as oficinas de teatro, dança, judô, katarê, jiu-jitsu, informática entre outros.

Os interessados em participar, devem se dirigir a Av. José Francisco de Queiroz, nº480, no Bairro Nova Santa Cruz.

Para se inscrever, o adolescente deve estar acompanhado de um dos pais ou responsáveis, levando cópias de seu RG, Certidão de Nascimento, Cartão do Bolsa Família, Comprovante de Endereço e o RG de um dos pais ou responsáveis.

Em Santa Cruz do Capibaribe, o programa é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social.

Para mais informações, é só ligar para (81) 3731-2982.

Prefeitura inicia ação para retirada de barracas e desobstrução de calçadas


As barracas que obstruem canteiros e calçadas podem estar com os dias contatos em Santa Cruz do Capibaribe.

Durante pronunciamento, nesta quarta-feira (20), o prefeito Edson Vieira (PSDB) anunciou que será dado um prazo de 60 dias, através de notificação, para retirada das barracas fixas de todas as calçadas, de escolas da rede municipal e estadual, como também das adjacências. A decisão cumpre uma orientação do Ministério Público.


Edson afirmou que tal iniciativa será para promover a revitalização das calçadas e também garantir a acessibilidade aos pedestres.

Indagado sobre se haverá um local específico para os barraqueiros, Edson respondeu: “Infelizmente, a prefeitura não tem a condição de fazer um local padrão para todos os barraqueiros de nossa cidade. Nós vamos dar esse prazo, de até 60 dias, para que deles possam desalocar porque as pessoas que ocuparam as calçadas de escolas, e de alguns estabelecimentos, sabem que é totalmente proibido”.

Sobre as barracas móveis, especialmente os trailers, o prefeito afirmou que elas deverão ter horários de funcionamento. Segundo o prefeito, caso estejam atrapalhando o movimento de pedestres, elas também serão retiradas, mas que o primeiro passo será a retirada das barracas fixas.



Barracas ocupam calçadas dos colégios há mais de 20 anos

  
O problema das barracas que ocupam as calçadas de escolas, principalmente na Avenida 29 de Dezembro, é antigo. Muitos barraqueiros ocupam o espaço há mais de 20 anos.

Algumas barracas possuem uma espécie de autorização da Prefeitura, emitida na década de 90, durante o Governo Aragãozinho. Mas, por não possuírem efeito vitalício, as autorizações devem perder o efeito com a medida adotada pelo atual prefeito, Edson Vieira.

Fernando Aragão concorda com retirada, mas diz que prefeitura deveria oferecer alternativa aos barraqueiros


Procurado pelo Blog, o vereador oposicionista Fernando Aragão (PTB) mostrou-se preocupado com o fato da prefeitura não ter oferecido nenhuma alternativa para os barraqueiros.

 “Eu concordo que as barracas tenham que sair, mas entendo que devido ao tempo tornou-se uma questão social. Deveria ser dadas condições para alocar em lugar adequado, para que essas pessoas não percam as condições adquiridas durante tanto tempo.”, afirmou Fernando Aragão.


Dida de Nan diz que o problema precisa ser resolvido


O Blog entrou em contato com o vereador de situação Dida de Nan (PSDB), que concordou com a medida adotada pela prefeitura.


“Não que eu seja contrário ao pessoal das barracas, mas temos que resolver o problema. Muita gente precisa, mas não dá botar todo mundo numa calcada. Temos que ficar do lado do prefeito”, destacou Dida de Nan.

Shareaholic