quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

HOMENAGENS


Deve chegar até o fim da manhã desta sexta-feira (15) ao Recife, o corpo do ex-ministro da justiça Fernando Lyra. Ele faleceu nesta quinta-feira, aos 74 anos, no Instituto do Coração, em São Paulo. Fernando Lyra estava internado há 47 dias e há 35 anos lutava contra uma grave cardiopatia.
Após a confirmação da morte do político, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, fez um pronunciamento oficial, onde decretou luto de três dias. Visivelmente emocionado, Eduardo Campos, falou sobre a relação que possuia com Fernando Lyra. Nos últimos anos, o ex-ministro era conselheiro político do governo estadual.
O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, também decretou luto oficial durante três dias na capital pernambucana. Durante o pronunciamento, o chefe do executivo municipal ressaltou a importância do ex-ministro.
Fernando Lyra foi um dos políticos mais descatados na luta contra a ditadura. Ele exerceu sete mandatos como deputado federal, entre os anos de 1970 e 1998, e de um deputado estadual, entre 1966 e 1970. Exerceu a função de ministro da justiça durante o governo do ex-presidente José Sarney. O corpo de Fernando Lyra será velado a partirdas 12h, na Assembleia Legislativa de Pernambuco. O enterro está marcado para às 17h, no cemitério Morada da Paz, no município do Paulista, na Região Metropolitana do Recife.
Ouça o depoimento de Eduardo Campos sobre a morte de Fernando Lyra, na reportagem de Everson Teixeira, da Rádio JC / CBN P/ BUDEGA NORDESTINA

Depois de intensa perseguição, polícia prende acusado de oito homicídios

Nildinho, acusado de praticar oito homicídios, é trazido para a delegacia. Fotos: Thonny Hill.

Em operação conjunta realizada pelo Gati, Polícia Militar e Rocam, na manhã desta quinta-feira (14), foi preso um acusado de praticar oito homicídios em Santa Cruz e São Domingos.

Josenildo dos Santos (vulgo “Nildinho”, 18 anos e residente em São Domingos) foi preso após intensa perseguição policial, iniciada na ponte que liga as duas localidades.
Segundo a polícia, após ter visto a Rocam, Josenildo chegou a pular da ponte, onde tentou fugir, mas foi encontrado escondido entre tecidos de uma pequena confecção, já em Santa Cruz.

Com ele, foram apreendidos um revolver calibre 38 além de três munições, sendo uma pinada.
Arma e munições apreendidas.

Segundo Cabo Júnior e o Soldado Adriano, Josenildo é acusado de praticar oito assassinatos, sendo sete deles cometidos quando era menor de idade e o último, já de maior, realizado em São Domingos no último dia 02 de fevereiro.

Cleidson Ermesson Araújo da Silva (conhecido como “Diguin”, 19 anos e que residia na Rua Manoel Lucas de Araújo, no Bairro Santa Tereza) foi morto em um evento de carnaval conhecido como “Bloco da Onda Azul”, que resultou também em três pessoas baleadas naquele distrito.
Movimentação registrada no momento da chegada do preso.

Josenildo se encontra na delegacia de Santa Cruz e será encaminhado para o presídio.
Ao fundo, Nildinho observa as lentes das câmeras.

FALECIMENTO


Morre, aos 74 anos, o pernambucano ex-ministro e ex-deputado Fernando Lyra

Morreu nesta quinta-feira (14), aos 74 anos, o ex-ministro e ex-deputado Fernando Soares Lyra Filho.  Ele estava internado no Instituto do Coração (InCor), na capital paulista e em coma há mais de 20 dias, respirando mecanicamente.
O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, decretou luto oficial de três dias pela morte. O corpo de Fernando Lyra será velado na Assembléia Legislativa de Pernambuco e enterrado nesta sexta-feira (15). Ele era amigo íntimo de Miguel Arraes e grande incentivador da carreira politica de Eduardo Campos.
A Rádio Jornal acompanhou os últimos momentos do ex-ministro. Na manhã desta quainta-feira (14), o irmão dele, o vice-governador João Lyra Neto, adiantou na Rádio Jornal que era muito difícil ele resistir.
A família enviou uma nota oficial de pesar sobre o falecimento:
“É com profunda dor e pesar que comunicamos o falecimento do nosso amado Fernando Lyra.
Na vida pública, ele foi deputado e ministro da Justiça. Um guerreiro justo e incansável, sempre ao lado das causas democráticas e humanitárias. Em família, Fernando era o marido, pai, irmão, tio, cunhado e amigo dedicado, amoroso e insubstituível em nossos corações.
Nesse momento difícil e de enorme tristeza, pedimos a todos que se juntem a nós em oração por Fernando Lyra. Que Deus o guarde e o abençoe!
João Lyra Neto e família”
GOVERNO – Eduardo Campos lamenou a morte do amigo e disse, por meio de uma nota de pesar, que Fernando Lyra estará sempre presente na memória e no sentimento de todos. Veja a nota de pesar completa:
“Pernambuco e o Brasil perderam hoje um grande nome da história deste Estado e deste País. A trajetória política de Fernando Lyra engrandeceu o Brasil. Ele foi um dos líderes da luta contra a ditadura militar, como deputado federal integrante do grupo autentico do MDB e como um dos coordenadores de campanhas como a das Diretas Já. Como ministro da Justiça, escolhido por Tancredo Neves, esse grande pernambucano serviu ao povo brasileiro com visão de futuro e largueza de espírito. O Governo de Pernambuco se solidariza com a família Lyra nesse momento de perda. Quero também, em meu nome pessoal e no da minha família, reafirmar a convicção de que Fernando estará sempre presente na memória e no sentimento de todos nós. Que o seu exemplo seja o principal legado para o nosso povo e as futuras gerações”
Ouça, abaixo, o obtuário do ex-ministro, uma homenagem da Rádio Jornal e da budega nordestina  sobre a vida de Fernando Lyra.

Eduardo ironiza: ''Quero ler o que Lula vai me dizer''


O governador Eduardo Campos, negou nesta quarta-feira, 14, que terá uma conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre sua pretensão de disputar a Presidência já em 2014. 'Eu vou esperar o jornal de amanhã para ver o que Lula vai me dizer', ironizou Campos. Bem-humorado, o governador deu risadas quando questionado sobre o assunto. As movimentações de Eduardo Campos nos bastidores suscitam dúvidas sobre suas reais intenções em 2014: romper com o PT e candidatar-se ou permanecer na base aliada e aguardar 2018 para um voo solo.
'Eu estou com medo que a nossa conversa saia (na imprensa) antes de a gente ter', desconversou ele, com humor, 'Minha posição é clara, já falei, vamos continuar ajudando a presidente neste ano que será o mais desafiador da sua gestão', reafirmou, ao lembrar que o Brasil está precisando voltar a crescer e gerar empregos. 'Discutir chapa, montagem de palanque regional não ajuda o País'.  (Informações de O Estado de S.Paulo -  Ângela Lacerda)

Bloco “A volta dos que não foram” encerra programação carnavalesca em Santa Cruz


Muitas pessoas que permaneceram em Santa Cruz do Capibaribe aproveitaram a programação de blocos e troças durante o período de carnaval, que se iniciou no último sábado (09) e terminou nesta quarta-feira (13).

Os eventos também se desenrolaram na zona rural, a exemplos de Cacimba de Baixo e também nos distritos de Poço Fundo e da Vila do Pará.

Já o encerramento dos eventos aconteceu pelas ruas de Santa Cruz, com a apresentação do bloco “A volta dos que não foram”. O bloco levou alegria e animação aos foliões, tanto aqueles que ficaram na cidade, como os que chegavam de viagem, principalmente do litoral sul do estado.

O Secretário de Cultura, Gilberto Geraldo enfatizou a importância dos eventos para a cidade e região, sinalizando a continuidade desse projeto para o próximo carnaval.

“Percebemos a felicidade, em cada sorriso e olhar das pessoas que participam, até as pessoas que vão olhar, sentimos a alegria que as pessoas demonstram, e esse é o primeiro de muitos que teremos pela frente”, concluiu.

Marina rejeita doação de cigarro, arma e agrotóxicos


O estatuto provisório do novo partido que a ex-senadora Marina Silva decidiu criar veta o recebimento de doações de fabricantes de bebidas alcoólicas, cigarros, armas e agrotóxicos. A norma barraria até contribuições que a própria Marina recebeu em 2010, quando foi candidata à Presidência pelo PV. Naquela campanha, ela teve entre seus financiadores a Ambev, que fez doações que somaram R$ 400 mil. No total, ela recebeu R$ 25 milhões.
Os setores banidos estão entre os grandes doadores eleitorais. Sozinhos, os quatro maiores doadores da indústria de bebidas repassaram R$ 100 milhões a candidatos desde 2002.
A aprovação dos documentos é o primeiro passo para a ex-senadora tirar do papel o novo partido, com o qual pretende disputar novamente a Presidência, em 2014.(Folha de S.Paulo - Paulo Gama)

Em nota, José Augusto fala sobre sua conversão


O deputado federal José Augusto Maia (PTB), enviou nota ao Blog relatando os motivos que o levou a optar pela conversão religiosa. Confira nota na íntegra:

GOSTARIA MUITO DE SUA ATENÇÃO NO QUE ESCREVO A SEGUIR



Há tempos venho passando por momentos muito difíceis de minha vida, não só porque perdi um pleito eleitoral, isso faz parte de quem concorre, ainda sou Deputado Federal e tenho me esforçado muito para contribuir com minha Cidade, meu Estado e meu País.


Só eu e Deus sabemos, minha esposa, irmãos e filhos são testemunhas do tanto quanto tenho sofrido nos últimos anos. Perdi meu pai, minha mãe, tive problemas de saúde, prejuízos de ordem financeira, no campo político, muitas decepções, traições, covardia, injúrias e difamações, coisas horríveis atribuídas a minha pessoa que muito feriu a minha moral e minha dignidade injustamente.

E o que mais dói! vindo não só de alguns opositores maldosos e maliciosos, mas também de pessoas que estendi a mão com o maior apreço, carinho e consideração.

Reconheço que tenho meus defeitos e falhas, mas também minhas virtudes, lutas e conquistas reais.

                       MINHA CRENÇA E O QUE ME SURPREENDE

Sempre acreditei em Deus, lhe pedi ajuda, rezei, orei, agradeci, procurei fazer o bem, quase toda minha vida útil foi dedicada à causa pública e tenho toda certeza que o mais ferrenho de meus adversários e os que mais atiram pedras sobre mim, sabem o quanto meu trabalho contribui para melhorar suas vidas e a de todos, sem distinção de cor, partido político, ou classe social.

E por que tanta coisa dá errado comigo? Por que faço tanto e recebo tantas pancadas? Por que milhares me amam e centenas e centenas me odeiam? Sem que eu lhes tenha feito mal nenhum, pelo contrário até fazendo o bem.

  COMO TEM SIDO MINHA VIDA, MINHA ANGUSTIA E MINHA DOR
De uns tempos pra cá, não tenho mais conseguido dormir, só com remédios fortes, minha vida tem sido muito sofrida e de muita agonia, nada tem me dado prazer, nada me conforta, sofre eu e meus familiares, e o que mais me entristece: São as decepções, as traições e covardia, uma em cima da outra. E como suportar tudo isso? E como encontrar uma saída?

Acredito que todas essas tribulações, tenham me feito parar pra pensar, me reciclar, me orientar, somar, subtrair, observar tudo minuciosamente e colocar dentro de mim que não adianta ter poder, prestígio, ser alguém notável e na realidade viver sempre endividado, numa vida de agonia, sem sossego, com problemas, e o mais importante de tudo, não estar sendo uma pessoa feliz.

                                 A ROTINA E A METAMORFOSE

Na última quinta-feira saindo da rotina de Brasília, vim para o Sepultamento de dois amigos, em seguida Participei na Matriz da Igreja Católica da recepção e Missa da posse do Padre Joselito, novo pároco da Igreja Católica, gostei muito dele, uma pessoa simples, humilde, inteligente e muito carismático, pelo que senti vai prestar um bom serviço à sociedade, sua Igreja e seus féis.

No sábado, participei de um bloco carnavalesco que tinha no estandarte “Bloco dos que não foram ” em seguida cumprindo minha agenda, à noite fui participar do Congresso da UMADESC promovido pela juventude da Igreja Assembleia de Deus de nossa Cidade.

                                 POR QUE E COMO ME CONVERTI

Desde o início da pregação do Pastor Eliseu Vicente, eu senti que algo penetrava muito forte na minha mente, parecia que quase tudo que ele falava estava se passando comigo e a cada momento eu era mais envolvido em sua pregação, falando sobre Jó, ele dava exemplos que nos momentos de dor, agonia, frustrações, decepções, traições, perdas financeiras, perda de entes queridos, desequilíbrios na família e outras tribulações, muitas vezes, Deus permite acontecer nas nossas vidas, para que a gente se toque, dê uma parada para pensar, meditar, ouvir mais e se orientar que só se entregando a Ele, poderá sair do sofrimento, vencer os obstáculos e conquistar a felicidade.

                               MOMENTO QUE TOCOU A EMOÇÃO


Dando uma pausa na pregação e dirigindo-se a todos, afirmava o pastor que naquele momento Deus lhe dizia que havia uma pessoa no meio daquela multidão, que passava por momentos difíceis e que essa pessoa iria tomar uma decisão de mudar sua vida, era um Senhor “de bigode”, que estava com uma criança no colo e com seu dedo indicador apontou em minha direção.


Todos perceberam que esse Senhor era eu, foi muito forte nesse instante pra mim, baixei a cabeça e não contive as lágrimas, na igreja houve um momento de expectativa e em seguida um grito alto de glória me fez abrir os meus olhos e levantar a cabeça. Era minha esposa Jailda com seu braço erguido e se dirigindo ao Pastor, momento que a emoção tomou conta de todo meu corpo e segundos depois fui eu que levantei a mão, me dirigindo também ao Pastor e em frente ao Púlpito, um instante de bênçãos e orações por mim, minha esposa e outros que também recebia Jesus em seus corações nesse culto.

                                        O IMPACTO E A DÙVIDA

No entanto, uma decisão assim vinda de um político, pode pairar muitas dúvidas na cabeça das pessoas, sou do meio e conheço, mas tenho absoluta certeza de que Deus vai fazer com que todos entendam que essa metamorfose na minha vida, já vinha sendo preparada por Ele, apenas chegou a hora.


E muitos podem até se perguntarem: Zé não disse agora no texto que era um homem que acreditava em Deus? Era outro Deus? Ou está mentindo?

A quem pensou assim, eu respondo: É o mesmo Deus. Sempre tive fé, mas só o procurava para me servir, Ele me deu muitas vitórias e livramentos, mas quando a tempestade passava, eu me esquecia Dele, eu sabia que Ele existia, mas não lhe procurava todos os dias para me orientar e lhe agradecer.

                                       POR QUE UMA IGREJA

Carrego comigo a certeza de que não é a Igreja que vai nos salvar ou dar o que precisamos. Seja ela Evangélica ou Católica grande ou pequena, rica ou pobre, necessitamos e devemos sim de  ir a Igreja, é a casa de Deus, lá vamos buscar a palavra, é a escola da fé e da Bíblia Sagrada, onde o pastor vai pregar, explicar, nos orientar e aprendendo podemos multiplicar os ensinamentos, mas quem pode nos salvar e nos fazer felizes é Deus.

E só seremos felizes se aprendermos primeiramente a amar ao próximo como a si mesmo e depois se renunciarmos dos vícios, da avareza, da falsa moralidade, dos desejos da carne, da vaidade, intolerância e etc.


Serei um crente em Deus sem querer falar que essa ou aquela igreja é melhor, se for membro de qualquer Igreja Cristã, que dentro dela e de seu coração tenha Deus presente como o caminho, a luz e a salvação, vou sempre respeitar e me congratular.

Não sei se vou conseguir o entendimento de todos e cumprir tudo que hoje está em minha mente para ser alcançado, mas vou dar tudo de mim para segurar minha decisão e só uma coisa eu peço a Deus! Dê felicidade a mim, meu povo e minha família.

          E A POLÍTICA, COMO CAMINHAR DE AGORA EM DIANTE

Vou continuar minha vida pública e minha caminhada com os mesmos propósitos de contribuir para o bem coletivo, meu lado continuará o mesmo, o do trabalho e do progresso, vou sempre apontar os erros e aplaudir os acertos quando for preciso e vou abraçar a todos independente de suas crenças.


Não passa nem de longe pela minha cabeça, a partir desse momento, querer obter frutos políticos por essa decisão.

Até por que tenho a inteira convicção de que você pode enganar a qualquer pessoa, até a si mesmo, porém enganar a Deus, é extremamente e completamente impossível.

Minha arma sempre foi e sempre será o meu trabalho prestado, trabalho este que já deu muitos frutos e se Deus quiser outros bons frutos ainda virão.

Para finalizar, afirmo não guardar mágoas e nem ressentimentos de ninguém, o que mais me motivou a tomar essa decisão além de conseguir paz na minha vida e no meu espírito, foi também ganhar forças com Deus para poder perdoar e não se envergonhar de pedir perdão aos que já se sentiram ou sentem-se magoados por mim. Que a paz do senhor esteja com todos.

                   José Augusto Maia

          ” Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem”, Jó 42:5

                      Santa Cruz  do Capibaribe 14 de Fevereiro de 2013.

Shareaholic