sábado, 30 de julho de 2011

Tiroteio deixa grávida, criança e jovem feridos em San Martin

Um tiroteio ocorrido na tarde da última sexta-feira (29), no bairro de San Martin, no Recife, deixou três pessoas feridas. Entre elas, uma grávida de gêmeos, que foi baleada no abdômen e perdeu os bebês. Segundo informações da polícia, os tiros partiram de cinco pessoas, que chegaram em um carro.

Uma das vítimas foi uma criança de 3 anos, baleada de raspão na perna. O outro ferido foi um rapaz de 18 anos, atingido na perna. Todos foram levados para o Hospital Getúlio Vargas. Ainda não há informações sobre o estado de saúde deles.

Os criminosos conseguiram fugir e abandonaram o veículo por trás da Chesf de San Martin, e deixaram a chave do carro na ignição. Os suspeitos teriam entrado na comunidade do Vietnã. Até a manhã deste sábado (30), nenhum deles foi localizado.

De acordo com informações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o alvo dos bandidos seria a grávida.

Ypiranga: Agora é com Flávio Pontes

Em reunião de diretoria, Edmilson Moraes renunciou oficialmente a presidência da Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube, e agora o comando do alviazulino passa a ser de Flávio Pontes, que faz parte do atual grupo, e é reconhecidamente um apaixonado pelo clube. Edmilson já havia antecipado que entregaria o cargo, deixando Flávio Pontes com tempo de sobra para planejar o próximo caminho da máquina. A meta principal para a nova gestão parece ser apagar a péssima campanha no pernambucano 2011, e para isso, tratará de formar uma equipe e preparar o time para a disputa em 2012.

Pão de Açúcar ganha novo Posto policial

As ações de combate a criminalidade no Distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, ganharam na última sexta (29/07) um importante aliado: um moderno e eficiente Posto de Policiamento que substituirá o trailer da Operação Paz nas estradas da Polícia Militar. Esta obra foi construída através da parceria da Prefeitura Municipal, da Câmara de Vereadores, da Polícia Militar e dos empresários do distrito, sendo o movimento de combate a violência na região idealizado pelo Padre Erandir, ex-vigário de Pão de Açúcar, que conseguiu mobilizar toda sociedade em prol de melhorias que contribuíssem com a diminuição da criminalidade na capital da camisaria.
A solenidade de inauguração contou com as presenças do prefeito Evilásio, do Vice-prefeito Lero, do Deputado Federal José Augusto Maia, de todos os vereadores, do Coronel PM Luis Aureliano, Comandante do Policiamento do Agreste, do Major PM João Bosco, dos Padres Erandir e Sandro, de empresários locais e outras autoridades, com a população do Distrito também indo em grande número prestigiar a inauguração do Posto.
Na ocasião vários oradores fizeram uso da palavra, sendo os termos parceria e união as palavras de ordem em todos os discursos, onde também foi amplamente destacada a atuação e o empenho do Padre Erandir, o grande homenageado da inauguração.
“A sociedade percebeu que a polícia sozinha não consegue cumprir com os seus objetivos. Nós estamos avançando no combate a criminalidade na região, o que constatamos com a diminuição dos índices de violência na região da III CIPM. Isso mostra que estas parcerias estão tendo êxito”, declarou o Major João Bosco.
A população de Pão de Açúcar também será contemplada com uma guarnição da PM que atuará permanentemente no Distrito. Também haverá atuação da PM em Gravatá do Ibiapina, Distrito onde a Prefeitura está recuperando um imóvel para funcionar como posto policial.
“Sempre acreditei no poder da união. Juntos somos mais fortes de que todas as partes e temos mais força para conseguirmos melhorar a vida da população. Este posto policial evidencia que quando os poderes constituídos se unem junto ao povo o resultado aparece e o povo agradece”, destacou o prefeito Evilásio Araújo.

Conserto de celular agora deve ser imediato

Um parecer do Ministério Público Federal (MPF) considerou o celular um produto essencial e isso pode facilitar a vida do consumidor na hora de resolver problemas com os fabricantes dos aparelhos. No ano passado, mais de mil reclamações contra fabricantes de celular foram registradas no Procon de Pernambuco.

Pelo Código de Defesa do Consumidor, os defeitos têm que ser corrigidos em até 30 dias. Caso contrário, as pessoas podem escolher entre o abatimento proporcional do preço, a devolução do dinheiro pago ou a substituição do telefone.

A novidade é que, a partir de um parecer do Ministério Público Federal, que considera o celular como produto essencial, não é preciso mais esperar nenhum prazo. "Hoje um celular é essencial. Hoje, todo profissional autônomo, médicos, muitas vezes até mesmo um paciente precisa contatar o seu médico com urgência, então, no momento em que ele perde o celular, ele não pode esperar 30 dias porque simplesmente ele deixa de atender o consumidor, deixa de atender o cliente, ele deixa de atender e nesse caso pode inclusive trazer um problema muito grave a um paciente, a um cliente”, explica o coordenador geral do Procon, José Rangel.

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Pernambuco tem quase dez milhões de linhas de celular cadastradas. O serviço está cada vez mais popular. Por outro lado, os problemas com aparelhos também aumentaram e estão sempre na lista dos mais frequentes em Procons de todo o Brasil.

No ano passado, só o Procon do Estado, foram registradas 1.049 reclamações contra fabricantes de celular. Este ano, até junho, foram 704 e com a decisão do MPF, a expectativa é de que o número de queixas aumente bastante.

No celular do porteiro Pedro Silva, as teclas 7, 8 e 9 não funcionam. Ele tentou usar a garantia, mas não conseguiu. "Eu procurei o fabricante do aparelho e levei o aparelho, mas eles rejeitaram a nota fiscal alegando que a nota estava com problema de rasura. Então, eu pedi que eles me dessem uma declaração dizendo qual o problema e eu procurei o Procon para ter os meus direitos”, afirma.

O celular do operador de máquinas José Lourenço não pega carga. Vive sem bateria e ele já fez de tudo. “Peguei a documentação, fui na assistência, deixei o celular para eles concertarem. Com mais ou menos oito dias eles mandaram eu ligar e quando liguei disseram que não estava concertado ainda. Com 15 dias voltei a ligar aí disse que estava pronto, mas quando cheguei na assistência, o celular não estava pronto e me deram a documentação dizendo que a garantia do celular não cobria o concerto.”

O coordenador geral do Procon, José Rangel, explica como o consumidor deve proceder. "A primeira coisa que ele tem que fazer é procurar a loja. Ele deve ir na loja e dizer que o aparelho não está funcionando e cobrar um novo celular ou o dinheiro de volta. Mas se a loja se recusar, ele deve procurar os meios legais como a própria Justiça através dos juizados especiais que é competente para isso. O próprio Procon ele pode tentar inclusive marcar uma audiência de conciliação para trazer o benefício ao consumidor num prazo mais curto.”

Shareaholic